Um Marechal Presidente da República

avenida marechal gomes da costa - placa

Placa Tipo IV

O Marechal Gomes da Costa, que foi Presidente da República de 17 de Junho a 9 de Julho de 1926,  ficou perpetuado num troço da  II Circular que era na época conhecido vulgarmente  por Avenida do Cabo Ruivo, por sugestão da Liga dos Combatentes da Grande Guerra e do filho do homenageado, 37 anos após o seu falecimento, por Edital municipal  de  27/05/1966.

A toponímia de Lisboa consagra mais 9 Presidentes da República, a saber, o Marechal António de Spínola, o Marechal Craveiro Lopes, o Marechal Francisco da Costa Gomes, António José de Almeida e Sidónio Pais em Avenidas, Bernardino Machado numa Praça e, Manuel de Arriaga, Manuel Teixeira Gomes  e Teófilo Braga em Ruas.

Manuel de Oliveira Gomes da Costa (Lisboa/14.01.1863 – 17.12.1929/Lisboa) completaria hoje 150 anos e, foi um militar que se distinguiu particularmente na Índia (1893)-  nomeadamente como administrador do concelho de Goa- , em Moçambique (a partir de 1895) – nas operações contra os Namarrais e em Macontene – , como chefe do Estado-Maior das forças militares em Angola (1912) e S. Tomé e Príncipe (1913) e ainda, durante a I Guerra no Corpo Expedicionário Português e na Batalha de La Lys. Em 1921 ingressou no Partido Reformista e disputou um lugar de deputado sem ser eleito após o que se só regressou à politica em 28 de maio de 1926 lançando em Braga o grito «Às armas, Portugal!» e comandando as tropas que do norte chegaram a Lisboa.  Depois, em 17 de Junho um golpe de Estado depôs o comandante Mendes Cabeçadas e Gomes da Costa acabou por assumir a presidência da República nesse mesmo dia, embora acabe por  ser deposto logo a 9 de Julho por outro golpe de Estado. No mês seguinte foi exilado para Ponta Delgada embora, nesse  mesmo ano, tenha sido promovido a marechal. Regressou a Lisboa em Novembro de 1927

 

4 thoughts on “Um Marechal Presidente da República

  1. Pingback: A longa Avenida de Cabo Ruivo a Marechal Gomes da Costa | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: Seis cidades e vilas da Guiné, Cabo Verde, Índia e Timor na toponímia de Olivais Sul | Toponímia de Lisboa

  3. Amigos: Na enumeração das ruas de Lisboa dedicadas a Presidentes da República, faltam duas avenidas que levam os nomes de dois chefes de Estado – Sidónio Pais e António José de Almeida. Cumprimentos. Appio Sottomayor

    Gostar

Os comentários estão fechados.