A Rua da Augusta Figura do Rei

Rua Augusta 123

Freguesia de Santa Maria Maior

A Rua da Augusta Figura do Rei leva-nos a direito para a estátua do monarca que homenageia: D. José I, o soberano que inaugurou em Lisboa a prática da atribuição de nomes de ruas por decreto.

É dele a Portaria de 5 de novembro de 1760 no qual se estabelece a denominação dos arruamentos da Baixa lisboeta reconstruída sob o plano de Eugénio dos Santos e Carlos Mardel, «entre as Praças do Comercio e a do Rocîo», ao mesmo tempo que se regulamenta a distribuição dos ofícios e ramos do comércio pelas diferentes 14 artérias: «Rua Nova d’El Rey [hoje, Rua do Comércio], Rua Augusta, Rua Áurea, Rua Bella da Rainha [hoje, Rua da Prata], Rua Nova da Princesa [hoje Rua dos Fanqueiros], Rua dos Douradores, Rua dos Correeiros, Rua dos Sapateiros, Rua de S. Julião, Rua da Conceição, Rua de S. Nicolau, Rua da Victoria, Rua da Assumpção e Rua de Santa Justa».

Na Rua Augusta deviam alojar-se os mercadores da seda e da lã e, quinze anos depois, a 6 de Junho de 1775 foi colocada no enfiamento da artéria, na Praça do Comércio, a estátua equestre de D. José, feita por Machado de Castro. Quase um século mais tarde, em 1873, foi rematada a Rua Augusta com um Arco Triunfal, da autoria de Veríssimo José da Costa.

Placa Tipo III, específica dos arruamentos da Baixa Lisboeta

Placa Tipo III, específica dos arruamentos da Baixa Lisboeta

Anúncios

16 thoughts on “A Rua da Augusta Figura do Rei

  1. Pingback: Vítor Bastos, autor do Monumento a Camões, numa rua de Campolide | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: A Rua do escultor Machado de Castro de D. José I da Praça do Comércio | Toponímia de Lisboa

  3. Pingback: A Calçada da Memória do atentado a D. José I | Toponímia de Lisboa

  4. Pingback: A Rua dos Correeiros | Toponímia de Lisboa

  5. Pingback: A Rua que dá nome ao Elevador de Santa Justa | Toponímia de Lisboa

  6. Pingback: A Rua dos correeiros, seleiros e torneiros | Toponímia de Lisboa

  7. Pingback: Santa Justa, ora Travessa ora Rua | Toponímia de Lisboa

  8. Pingback: Xavier de Magalhães, da Maria Rapaz e Lavadeiras de Caneças, numa Rua de Marvila | Toponímia de Lisboa

  9. Pingback: A Rua de São Francisco de Paula e a Rua Presidente Arriaga | Toponímia de Lisboa

  10. Pingback: O Rossio e o Dom Pedro | Toponímia de Lisboa

  11. Pingback: O Terreiro do Paço antes do Terramoto e a nova Praça do Comércio após | Toponímia de Lisboa

  12. Pingback: Topónimos incomuns de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  13. Pingback: A primeira Rua de 1916 : Frei Manuel do Cenáculo na Penha de França | Toponímia de Lisboa

  14. Pingback: A Rua do autor da porta do Salão Nobre dos Paços de Concelho de Lisboa e o cinema Tortoise/Tenor Romão/Campolide | Toponímia de Lisboa

  15. Pingback: A Travessa da Memória da salvação de D. José I e do Salão Portugal | Toponímia de Lisboa

  16. Pingback: A Rua dos Sapateiros do «Animatógrafo do Rocio» | Toponímia de Lisboa

Os comentários estão fechados.