Artérias de Fernando Pessoa no Dia do Autor Português

Freguesia do Campo Grande - futura freguesia de Alvalade

Rua Fernando Pessoa na Freguesia de Alvalade         (Foto: José Carlos Batista)

Hoje celebra-se o Dia do Autor Português e assim, evocamos Fernando Pessoa que em Lisboa tem duas artérias com o seu nome: a Rua Fernando Pessoa e a Avenida Fernando Pessoa.

A Rua nº 11 do Sítio de Alvalade foi a primeira a receber o nome do poeta, por Edital de 19 de julho de 1948, a que mais tarde, por parecer da Comissão Municipal de Toponímia de 15/05/1970, se juntou a legenda «Poeta/1888 – 1935». Pelo mesmo edital de 1948, foram dados topónimos de outros escritores às ruas do Sítio de Alvalade, a saber: Rua Afonso Lopes Vieira, Rua Alberto de Oliveira, Rua Antónia Pusich, Rua António Patrício, Rua Bernarda Ferreira de Lacerda, Rua Branca de Gonta Colaço, Rua Camilo Pessanha, Rua Eduardo Vidal, Rua Eugénio de Castro, Rua Fausto Guedes Teixeira, Rua Fernando Caldeira, Rua Florbela Espanca, Rua Guilherme de Azevedo, Rua João Lúcio, Rua Mário de Sá Carneiro e Rua Rosália de Castro.

Acontece que com realização da Expo 98 o nome de Fernando Pessoas também designou uma das artérias do evento: uma Avenida. Depois desse ano, este e os restantes 102 arruamentos do Parque das Nações no concelho de Lisboa não possuíam denominação oficial e, qualquer alteração destes topónimos implicaria a modificação de toda a documentação oficial dos residentes, com grandes incómodos para estes, pelo que a Câmara Municipal de Lisboa optou por oficializar todos estes topónimos, pelo Edital de 02/09/2009.

E de forma breve podemos biografar Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa/13.06.1888 – 30.11.1935/Lisboa) como o poeta português dos heterónimos – Álvaro de Campos, Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Bernardo Soares – , que em vida foi galardoado com o Prémio Antero de Quental pela Mensagem (1934) e deixou a maioria da sua obra literária inédita. De 1903 a 1909 escreveu poemas em inglês e, em Dezembro de 1904, publicou um ensaio literário sobre Macauly na revista da Durban High School. Em 1912 começou a colaborar com as revistas  A Águia e Renascença Portuguesa, sendo nesta última que em 1913 publicou o seu primeiro poema em Português «Pauis» o qual marca o início do modernismo nas letras portuguesas. Em 1915, com Luís Montalvor e Mário de Sá Carneiro lançou a revista Orpheu e o modernismo. Colaborou ainda nas revistas Portugal Futurista (1917), Contemporânea (1922-1926) e Atena (1924-1925).

Avenida Fernando Pessoa na Freguesia de Santa Maria dos Olivais - futura freguesia do Parque das Nações

Avenida Fernando Pessoa na Freguesia do Parque das Nações    (Foto: Sérgio Dias)

One thought on “Artérias de Fernando Pessoa no Dia do Autor Português

  1. Pingback: Amadeu de Sousa Cardoso e a toponímia de Lisboa em 1916 | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s