O pintor saiu a uma Rua de Alcântara num dia assim

na Freguesia de Alcântara

Freguesia de Alcântara (Foto: José Carlos Batista)

José Dias Coelho que hoje completaria 90 anos, foi assassinado a tiro pela PIDE aos 38, em pleno dia, na Rua da Creche, em Alcântara – situação imortalizada no tema A Morte Saiu à Rua de José Afonso – e, por Edital de 17 de fevereiro de 1975 o seu nome foi dado a essa artéria.

Na reunião de 20 de dezembro de 1974, a Comissão Municipal de Toponímia deu parecer favorável a que o nome de José Dias Coelho passasse a denominar a Rua da Creche, com a legenda de «Escultor», na sequência de um pedido de Junta de Freguesia de Alcântara subscrito por diversos fregueses. Todavia, na reunião de 14 de fevereiro seguinte, a Comissão de Toponímia deparou com outra solicitação da referida Junta de Freguesia para que a legenda fosse alterada, incluindo para além de escultor a referência de «militante do Partido Comunista assassinado pela PIDE em 1961» e, considerou que «embora tenha pela figura de José Dias Coelho, o maior respeito, entende que a proposta não pode ser considerada no seu todo, em virtude de não ser permitida a referência em lápides a organizações políticas, sejam elas de que naturezas forem, conforme proposta aprovada em reunião da Comissão Administrativa Municipal de Lisboa, de 17 de Outubro de 1974, e de acordo com as instruções do Ministério da Administração Interna», pelo que legenda acabou por se fixar como «Escultor e militante antifascista/1923 – 1961».

José Dias Coelho (Pinhel/19.06.1923 — 19.12.1961/Lisboa) já aos 16 anos expunha nas mostras dos alunos do Colégio Académico e, em 1942 decidiu entrar para o curso de Arquitetura da Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa. Dedicou-se ao desenho, à pintura e à escultura, integrando as Exposições Gerais de Artes Plásticas da Sociedade Nacional de Belas-Artes, de 1947 a 1956, fora da tutela de António Ferro e do SNI e, nesta época aderiu também à Federação das Juventudes Comunistas, onde começou a apoiar as famílias dos presos políticos. Em 1946, mudou para o curso de Escultura e, militou no MUD Juvenil sendo três anos mais tarde, em plena campanha para a eleição de Norton de Matos, preso no Aljube. Em Lisboa, Dias Coelho convivia com o pintor Sá Nogueira, os escritores Alves Redol, Orlando Costa e José Cardoso Pires e seguia uma carreira de professor do Ensino Técnico na Escola Machado de Castro, na Veiga Beirão e na Francisco Arruda, até que, tanto ele como a sua companheira Margarida Tengarrinha e tanto outros, ficaram impedidos de leccionar após o protesto que promoveram contra a realização do Conselho da Nato em Portugal em 1952. José Dias Coelho vai então trabalhar como desenhador para o atelier dos arquitectos Keil do Amaral, Hernâni Gandra e Alberto José Pessoa, no nº 8 da Rua Fernão Álvares do Oriente. Em 1955, José Dias Coelho termina as primeiras grandes encomendas públicas de escultura: dois grupos escultóricos para a Escola Primária de Campolide (secções feminina e masculina), uma grande escultura para a Escola Primária de Vale Escuro e, um baixo-relevo para o Café Central das Caldas da Rainha e entra na clandestinidade como funcionário do Partido Comunista Português,  com a tarefa de montar uma oficina de falsificação de documentos e, de renovar o grafismo do jornal Avante.

Rua José Dias Coelho planta

Anúncios

5 thoughts on “O pintor saiu a uma Rua de Alcântara num dia assim

  1. Pingback: Da Quinta do Areeiro à Praça para Salvador Allende ou Humberto Delgado | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: A memória de uma Leva da Morte de 1918 ou a Rua António Maria Cardoso | Toponímia de Lisboa

  3. Pingback: O General Sem Medo na toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  4. Pingback: Os primeiros dois princípios da Comissão e o 1º Edital de Toponímia pós 25 de Abril | Toponímia de Lisboa

  5. Pingback: A Rua do Engenheiro primeiro presidente da CML após o 25 de Abril | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s