Bernardim Ribeiro no Bairro Camões

nas Freguesias do Coração de Jesus e de São Jorge de Arroios – nas futuras Freguesias de Santo António e de Arroios

nas Freguesias do Coração de Jesus e de São Jorge de Arroios – nas futuras Freguesias de Santo António e de Arroios

O Bairro Camões foi inaugurado em 9 de Junho de 1880, por ocasião do 3º centenário da morte de Luís de Camões e, na sua Rua nº 3 foi fixado por Edital de 5 de Dezembro de 1901, o nome do autor de Menina e Moça, Bernardim Ribeiro.

O Edital precisa que «Conde d’Avilla, Par do Reino, Coronel do Serviço d’Estado Maior, Director Geral dos Trabalhos Geodesicos e Topographicos e Presidente da Commissão Administrativa do Municipio de Lisboa – Faço saber que a Commissão Administrativa d’este Municipio, usando da atribuição que lhe é conferida pelo artigo 50º, nº 5, do Codigo Administrativo, resolveu, na sessão da presente data, que a rua nova indicada pelo nº 3, no Bairro Camões, passe a ter a denominação de Rua Bernardim Ribeiro.»

O homenageado é um poeta Renascentista (Torrão?/1480-1500? – 1530-1545?) que terá nascido alentejano, na vila de Torrão, em data incerta e, segundo alguns autores, terá visitado a Itália na companhia de Sá de Miranda. Da sua obra, chegaram até nós cinco éclogas e a novela Saudade, mais conhecida por Menina e Moça, sendo recorrente a referência da sua primeira linha: «Menina e moça me levaram de casa de minha mãe para muito longe.» e que constitui a primeira novela pastoril da Península Ibérica. 

Menina e Moça foi editada por três vezes no séc. XVI: em Ferrara, no ano de 1554, com o título História de Menina e Moça; em Évora, em 1557 ou 1558, com o título Saudades; e em 1559, em Colónia, a partir da 1.ª edição. Os estudos mais recentes defendem que o único texto autêntico da Menina e Moça é o da edição de Ferrara de 1554, que se reproduziu na edição de Colónia de 1559.

Bernardim Ribeiro também teve algumas das suas poesias inseridas no Cancioneiro Geral de Garcia de Resende e, também lhe é atribuída por alguns a autoria da écloga Crisfal, assinada por Cristóvão Falcão. Os temas das suas obras andam à volta da infelicidade amorosa e, é considerado o introdutor do Bucolismo em Portugal.

 

nas Freguesias do Coração de Jesus e de São Jorge de Arroios – nas futuras Freguesias de Santo António e de Arroios

nas Freguesias do Coração de Jesus e de São Jorge de Arroios – nas futuras Freguesias de Santo António e de Arroios

One thought on “Bernardim Ribeiro no Bairro Camões

  1. Pingback: A Rua Bernardo Lima, do professor de agronomia e veterinária Silvestre | Toponímia de Lisboa

Os comentários estão fechados.