A Luz de Carnide no Largo do sítio

Freguesia de Carnide

Freguesia de Carnide                                                                                 (Foto: Sérgio Dias)

O Largo da Luz, na freguesia de Carnide, é um topónimo cujo nome deriva do local onde está inserido: o Sítio da Luz. E que é acompanhado por três outros topónimos com a mesma origem: a Azinhaga da Luz, a Estrada da Luz e a Travessa da Luz .

Segundo uma lenda, terá Nossa Senhora aparecido aureolada de luz a um natural de Carnide, de seu nome Pêro Martins, apareceu sucessivas vezes, prometendo livrá-lo do cativeiro e, recomendando-lhe que de regresso a Carnide erigisse na Fonte da Machada (o do Machado) uma ermida dedicada a Santa Maria da Luz, cuja imagem encontraria perto daquele local. Pêro Martins  acabou por ser libertado e regressou a Portugal em 1463 e, nas cercanias da Fonte da Machada encontrou a imagem de Nossa Senhora da Luz, pelo que se empenhou em recolher as contribuições dos seus vizinhos bem como a licença do Bispo de Lisboa, para construir a ermida, na qual a imagem foi solenemente entronizada no dia 8 de Setembro de 1464.

A ermida teve desde logo uma Irmandade de que fizeram parte o próprio Rei, o Bispo de Lisboa e, alguns fidalgos. Pêro Martins foi nela sepultado após falecer em 14 de Março de 1466. A ermida veio depois a ser anexada à igreja de São Lourenço de Carnide, cujo pároco ficou com o encargo de manter o culto e de dar continuidade às festividades religiosas em honra de Nossa Senhora da Luz, a 8 de Setembro, as quais persistiram até aos nossos dias, tal como a Feira da Luz, realizada no Largo desde o século XVI.

Refira-se ainda que o local só foi integrado no concelho de Lisboa em 22 de Julho de 1886. Em 1840 que pertencia à freguesia de Belém, pelo que  aquando da fundação do concelho de Belém em 1852, passou naturalmente a integrá-lo. Após a extinção do concelho em 1885, Carnide foi integrada pelo curto espaço de um ano no concelho dos Olivais, após o que transitou para Lisboa.

Placa Tipo II

Freguesia de Carnide – Placa Tipo II                                     (Foto: Sérgio Dias)

Advertisements

One thought on “A Luz de Carnide no Largo do sítio

  1. Pingback: Santa Maria da Luz em 4 artérias de Carnide | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s