O Sítio do Barcal desde os primórdios de Portugal

Placa Tipo IV

Freguesia de São Domingos de Benfica – Placa Tipo IV                                                  (Foto: José Carlos Batista)

O Sítio do Barcal que ainda hoje apresenta características da ruralidade das velhas quintas de recreio e aldeias é um topónimo registado em documentos desde o tempo de D. Afonso II, no século XIII.

Hoje, este arruamento do Bairro do Calhau termina no Largo de São Domingos de Benfica e começa num arruamento vulgarmente conhecido como Avenida 24 de Janeiro que não integra a toponímia oficial de Lisboa. 

Após a reconquista de Lisboa em 1174, os territórios da envolvente rural da cidade, denominados do termo, foram na sua maioria doados pelo Rei a nobres e ordens militares e religiosas, como recompensa pelos serviços prestados. Assim, já encontramos referências ao Barcal nas Inquirições de D. Afonso II, de 1258, onde se inclui uma herdade e um casal no Barcal (Abranchal) propriedade do Mosteiro de S. Vicente de Fora, bem como mais tarde, no séc. XIV, deparamos com o registo de várias propriedades no Barcal: uma vinha de São Vicente e outra do Mosteiro de Santos, bem como umas casas e uma herdade da colegiada de Santa Cruz do Castelo.

Freguesia de São Domingos

Freguesia de São Domingos de Benfica                                    (Foto: José Carlos Batista)

Anúncios

One thought on “O Sítio do Barcal desde os primórdios de Portugal

  1. Pingback: Lisboa do caminho, do casal, do sítio, do terreiro e do outeiro | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s