A Estrelinha da Calçada

Freguesias da Misericórdia e da Estrela

Freguesias da Misericórdia e da Estrela

A Calçada da Estrela é um topónimo cuja origem radica no convento de Nossa Senhora da Estrela ou da Estrelinha, templo de frades beneditinos no espaço onde hoje é a Praça da Estrela.

De Tibães vieram os frades que  chegaram a Lisboa no séc. XVI e, fundaram o seu 1º convento – concluído em 1571 – no local onde hoje é a Praça da Estrela. Mais tarde, mudaram-se para um convento maior, mais abaixo, nas terras da Quinta da Saúde que compraram em 1596, o de São Bento da Saúde – que hoje é a Assembleia da República – e, o da Estrelinha ficou para ensino dos noviços. O terramoto de 1755 destruiu parte do Convento da Estrelinha mas, em 1818  já uma parte dele funcionava como secretaria dos Hospitais Militares e, com a extinção das ordens religiosas em 1834, o exército alargou  a sua ocupação do edifício pelo que em 1837 passou a ser o Hospital Militar.

A Calçada da Estrela inicial recebeu o acrescento da Calçada das Francesinhas por edital do Governo Civil de Lisboa de 01/09/1859 e, mais tarde, por Edital municipal de 01/08/1902, a parte da Calçada da Estrela de nordeste para sudoeste fazendo cotovelo, em sentido perpendicular à Rua Almeida Brandão, passou a denominar-se Rua Miguel Lupi .

A referência ao Convento da Estrelinha está ainda hoje permanece na zona em mais 7 topónimos – a Praça da Estrela, a Rua da Estrela, a Rua dos Ferreiros à Estrela, a Rua da Imprensa à Estrela, a Rua do Jardim à Estrela, a Rua de Santo António à Estrela, a Travessa da Oliveira à Estrela – e ainda existiu uma Calçada Nova da Estrela que desde o Edital municipal de 24/02/1897 passou a denominar-se Rua de João de Deus. 

Calçada da Estrela cerca 1910 (Foto: Joshua Benoliel, Arquivo Municipal de Lisboa)

Calçada da Estrela cerca 1910 (Foto: Joshua Benoliel, Arquivo Municipal de Lisboa)

Anúncios