A Travessa do Sargento Abílio e do 31 de Janeiro

Placa Tipo II (Foto: José Carlos Batista)

Placa Tipo II
(Foto: José Carlos Batista)

Desde a publicação do  Edital de 18/06/1926 que a antiga Travessa do Calhariz  (de Benfica), passou a homenagear o Sargento Abílio, um dos intervenientes no 31 de Janeiro de 1891, no Porto.

Por esse mesmo edital de 1926 foram atribuídos mais 8 topónimos nesta zona do Calhariz de Benfica, a saber, a Travessa Abade Pais e a Travessa Miguel Verdial – ambos protagonistas da revolução republicana do 31 de Janeiro -, o Largo do General Sousa Brandão –  herói das Campanhas da Liberdade e republicano-, o compositor Marques Lésbio, o pintor Francisco Rezende e José Agostinho de Macedo em Travessas, e ainda, os escritores Pato Moniz (num Beco) e Curvo Semedo (num Largo). As denominações anteriores que foram modificadas por este Edital não eram até então oficiais.

O Sargento Abílio era de seu nome completo Abílio Francisco de Jesus Meireles (Freixo de Espada à Cinta/ 24.12.1860 – 25.07.1923/Lisboa) e estudou em Cernache do Bonjardim, onde foi condiscípulo do depois, Bispo do Porto, D. António Barroso, com quem manteve sempre as melhores relações. Por ocasião da Revolução de 31 de Janeiro de 1891, era 1º Sargento do Regimento de Caçadores nº 9, e no Porto, na Rua de Santo António, bateu-se até ao último cartucho contra as forças fiéis da Guarda Municipal. Acusado como instigador ou cabeça, segundo a nota de culpa do Promotor de Justiça Militar, foi submetido a julgamento no Tribunal de Leixões que o condenou a 9 anos de degredo, em Angola. Em 1893 foi indultado, regressando ao Porto em Julho desse ano. Proclamada a República, foi reintegrado no posto de Tenente e promovido, mais tarde, a Capitão para a Arma de Infantaria, por deliberação da Assembleia Nacional Constituinte, reformando-se, algum tempo depois. Guerra Junqueiro dedicou-lhe o poema «Hino de Algum Dia», Sampaio Bruno referiu-o no seu manifesto dos emigrados e Mayer Garção dedicou-lhe um sentido artigo no jornal A Manhã.

Freguesia de Benfica (Foto: José Carlos Batista)

Freguesia de Benfica
(Foto: José Carlos Batista)

Anúncios

2 thoughts on “A Travessa do Sargento Abílio e do 31 de Janeiro

  1. Pingback: As quietas Travessas de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: Os Becos ou Vielas de Lisboa | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s