No centenário do pintor João Hogan a sua rua lisboeta

João Hogan, « Casario de Lisboa», 1952, Óleo sobre tela, 100 x 73 cm

João Hogan, « Casario de Lisboa», 1952, Óleo sobre tela, 100 x 73 cm

Passa hoje o centenário do pintor João Hogan que está perpetuado numa rua de Lisboa desde a publicação do  Edital de 29/12/1989, no troço da Rua dos Soeiros compreendido entre a Rua João de Freitas Branco e a Azinhaga do Ramalho.

João Manuel Navarro Hogan (Lisboa/04.02.1914 — 16.01.1988/Lisboa), de ascendência irlandesa, neto do aguarelista Ricardo Hogan e sobrinho do pintor Álvaro Navarro Hogan, foi um gravador e pintor que inicialmente tinha a profissão de marceneiro (1930-1939) mas que decidiu em paralelo estudar nos cursos nocturnos da Sociedade Nacional de Belas Artes.

Na pintura, distinguiu-se pelas paisagens na longa tradição naturalista nacional e expôs pela 1ª vez em 1942,  na Exposição de Arte Moderna do SPN/SNI. Foi por duas vezes bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian (1958 e 1961) e, a  partir da década de 1950 produziu paisagens cada vez mais poderosas e pinturas figurativas de outro tipo, que o aproximam da figuração expressionista,  vocação narrativa que passou também para a sua gravura, a que se dedicou a partir de 1956.

Hogan foi sócio fundador da Sociedade Cooperativa de Gravadores Portugueses, em Lisboa, onde dirigiu diversos cursos de gravura, tendo um papel importante na formação das gerações mais novas, bem como foi professor de Pintura (1976-1978) e de técnica de gravura (1979-1981) na Associação Ar.Co. Em Lisboa, na Brasileira, sentava-se na mesa dos pintores Virgílio Domingues e Júlio Pereira. 

João Hogan ganhou a 3ª Medalha de Pintura de Arte Moderna do S.P.N./S.N.I. (1942/46), a 2ª Medalha de Pintura da SNBA (1950), o 1º Prémio de Pintura da Fundação Gulbenkian (1961) e de Pintura Silva Porto do SNI (1964) e, a Voz do Operário deu o seu nome a uma sala da instituição. Os trabalhos de João Hogan estão espalhados por diversos museus, como o Museu Nacional Soares dos Reis, o Museu Nacional de Arte Contemporânea-Museu do Chiado e, o Centro de Arte Moderna da Gulbenkian. 

 

Freguesia de São Domingos de Benfica (Foto: José Carlos Batista)

Freguesia de São Domingos de Benfica
(Foto: José Carlos Batista)

 

Anúncios

One thought on “No centenário do pintor João Hogan a sua rua lisboeta

  1. Pingback: Professores na Toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s