O Menino Deus setecentista numa Calçada de Alfama

Freguesias de São Vicente e de Santa Maria Maior (Foto: Rui Mendes)

A Calçada do Menino Deus, de acordo com Luís Pastor de Macedo na sua Lisboa de lés a lés, «É citada pela primeira vez em 1750 [a folhas 133 do Livro III de óbitos de S. Tomé]. Não sabemos que nome teve anteriormente».

Mais tarde, também na antiga freguesia de S. Tomé, encontramos a Calsada do Menino Deos na descrição do sargento-mor engenheiro Joseph Monteiro de Carvalho no ano de 1769, bem como a Calçada do Menino Deos e a Igreja do Menino Deos nas plantas de Lisboa da remodelação paroquial de 1770 e ainda, no plano de divisão das paróquias de 1780, a Calçada do Menino Deos agora já no território da freguesia de Santo André e a Igreja na freguesia de S. Tomé.

O topónimo nasce da proximidade à Igreja do Menino Deus cuja primeira pedra foi colocada por D. João V em 1711 e, que por sua vez deve o seu nome ao facto de albergar uma pequena imagem do Menino Jesus oferecida por uma freira do Convento da Madre de Deus e, que era considerada muito milagrosa. A sagração do templo aconteceu em Março de 1737.

Junto a esta Calçada existe também um Largo do Menino Deus.

Placa Tipo I (Foto: Rui Mendes)

Placa Tipo I
(Foto: Rui Mendes)

Anúncios

One thought on “O Menino Deus setecentista numa Calçada de Alfama

  1. Pingback: As Calçadas e Calçadinhas lisboetas | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s