A Lisboa de Alberto José Pessoa

0 AJP2

O arquiteto Alberto José Pessoa foi um dos «construtores» da Lisboa do século XX ao marcar a capital com múltiplas obras emblemáticas e desde 2001 dá nome a uma rua de Marvila, a freguesia lisboeta que mais arquitetos possui na sua toponímia.

A Rua Alberto José Pessoa nasceu da sugestão do representante da Universidade de Lisboa na Comissão Municipal de Toponímia de Lisboa,  o Arqtº José Luís Quintino, a que foi dado corpo pela deliberação camarária de 19 de dezembro de 2001 e consequente Edital de dia 26 do mesmo mês, ficando fixada na artéria formada pelo troço da Rua F e Impasse F da Zona L de Chelas. Na mesma altura, a  mesma zona também recebeu o nome dos artistas plásticos Artur Bual (Ruas Q5A e Q5B), Eduarda Lapa (Rua G), Luís Dourdil (arruamento com entrada pela Rua Dinah Silveira de Queiroz), Mário Botas (Rua Z), Severo Portela (Rua B – B’) e do  fotógrafo Carlos Gil (Impasse L6, L7 e L8).

A Avenida Infante Santo

A urbanização da Avenida Infante Santo de Alberto José Pessoa

Alberto José Pessoa (Coimbra/1919 – 1985/Lisboa)  marcou a arquitetura de Lisboa com múltiplas obras de que são exemplo as urbanizações da Avenida Infante Santo, da Avenida Paris e da Praça Pasteur, a Piscina Municipal do Areeiro, o anfiteatro de ar livre de Monsanto ou o Parque Infantil do Alvito, para além de ter integrado a equipa de arquitetos – com Pedro Cid e Ruy Atouguia – que projetou o edifício sede da Fundação Calouste Gulbenkian (1961-1969) e que foi Prémio Valmor no ano de 1975.

Pessoa veio para Lisboa e desde o ano de 1942 trabalhou com Licínio Cruz no Gabinete do Plano de Obras da Praça do Império, sob a orientação de Cottineli Telmo. No ano seguinte concluiu o Curso de Arquitetura na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, com 17 valores. Em 1945 e 1946 trabalhou na Câmara Municipal de Lisboa, onde realizou estudos de urbanização, nomeadamente, da Avenida Infante Santo, sendo também co-autor dos projetos municipais das construções da Avenida Paris e da Praça Pasteur, exemplos de um urbanismo e arquitetura de transição, a romper significativamente com os traçados de tradição oficial.

Alberto José Pessoa também desenvolveu a sua atividade no atelier de Keil do Amaral, envolvendo-se nos projetos dos centros extra-escolares para a Mocidade Portuguesa (1942), do restaurante e arranjo do jardim do Campo Grande (1945), do cemitério de Monsanto  e 1ª versão do Palácio da Cidade para o topo norte do Parque Eduardo VII, mais o remate do topo norte da Alameda Central do Parque Eduardo VII (1948), da Estufa Fria, do Restaurante-Esplanada de Montes Claros e teatro ao ar livre de Monsanto (1949), do botequim e roseiral do Parque Eduardo VII (1950), do Clube de Ténis de Monsanto (1952) e do padrão-miradouro de Monsanto e Parque Infantil do Alvito (1953).

A partir de 1947, instalou o seu próprio atelier na Avenida Guerra Junqueiro, para em 1953 o mudar para a Avenida João Crisóstomo, associando-se ao Arqtº João Abel Manta. Desta equipa nasceu o conjunto residencial e comercial do n.º 70 da Avenida Infante Santo (1954-58) que foi galardoado com o Prémio Valmor; um edifício de habitação com piso térreo de comércio no n.º 206 da Rua Rodrigo da Fonseca (1960); a Fábrica Estrela, em Benfica; a Piscina Municipal do Areeiro (1962) e os Pavilhões Gimnodesportivos da Direção Geral dos Desportos (na Cidade Universitária de Lisboa, em Castro Verde, Guarda e Funchal); um conjunto urbano na Lapa, nos nºs 1 a 9 da Rua Ricardo Espírito Santo (1964); o Plano de Urbanização da Agualva-Cacém (1965-67)  e o Projeto do Agrupamento de Casas Económicas de Mira-Sintra.

Com Ruy Atouguia e Luís Pessoa desenhou o arranjo urbanístico para a Praça de Espanha, o programa-base do Centro de Congressos de Lisboa e o arranjo urbanístico da faixa marginal entre a Torre de Belém e a Cordoaria, com vista à implantação do Centro de Congressos e de um complexo hoteleiro de apoio, para além do edifício-sede do Metropolitano de Lisboa, em Palhavã. A partir de 1979 passou a trabalhar em equipa com o Arqtº. Luís Pessoa e das suas mãos nasceram os traços de um edifício para escritórios e armazéns da Petrogal, em Cabo Ruivo; o Plano de Urbanização em Algueirão – Mem Martins, para a Coopalme; o Plano de Urbanização para recuperação do bairro clandestino de Varge-Mondar, em Sintra e cinco agências da Caixa Geral de Depósitos.

Alberto Pessoa é ainda autor de várias moradias- entre elas, seis na Encosta da Ajuda -, de um agrupamento de casas económicas para o Restelo, do Hotel Infante Santo (1955-57), para além de remodelações de alguns estabelecimentos comerciais lisboetas, como o Restaurante Folclore e a Cervejaria Trindade, em  colaboração com o Arqtº Raul Chorão Ramalho.

Recebeu duas vezes o prémio Valmor, primeiro em 1950, para premiar uma moradia no n.º 37 da Rua Duarte Pacheco Pereira e a segunda vez,  em 1975, pela sede da Fundação Calouste Gulbenkian. Também foi galardoado com o Prémio Municipal de Arquitetura de Lisboa de 1956, pelo Bloco n.º 2 do n.º 70 da Avenida Infante Santo.

O arquiteto Alberto José Pessoa também se dedicou ao ensino na qualidade de professor-assistente do Prof. Cristino da Silva, na cadeira de Projeto, nos anos de 1953 a 1962,  na Escola Superior de Belas – Artes de Lisboa, assim como foi um dos diretores da revista Arquitectura e membro da direção do Sindicato Nacional dos Arquitetos,  nas presidências de Porfírio Pardal Monteiro (1948-50) e de Inácio Perez Fernandes (1951-56).

A Piscina do Areeiro

A Piscina do Areeiro de Alberto José Pessoa

Freguesia de Marvila

Freguesia de Marvila

Anúncios

2 thoughts on “A Lisboa de Alberto José Pessoa

  1. Pingback: Professores na Toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: A Avenida Torre de Belém do Cinema Restelo | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s