Sousa Franco num jardim do Bairro dos Professores

Brochura editada pela CML para a inauguração do Jardim

Brochura editada pela CML por ocasião da inauguração do Jardim

Em termos de toponímia, o Bairro de Telheiras  é conhecido como o Bairro dos Professores tal é a quantidade de professores universitários nos seus arruamentos e, assim não espanta que tenha sido a zona lisboeta escolhida para perpetuar o Prof. António de Sousa Franco que desde a publicação do Edital de 16/09/2008 dá o seu nome ao que era o Jardim da Urbanização da Aldeia de Telheiras do  Núcleo Antigo de Telheiras – Poente, na freguesia do Lumiar.

António Luciano Pacheco de Sousa Franco (Lisboa/21.09.1942 – 09.06.2004/Matosinhos) era um homem de fé que para a sua vida escolheu a máxima de Horácio de «Quem teme as tempestades acaba a rastejar» e dessa maneira se distinguiu no seu percurso universitário e político. Catedrático desde 1979 foi docente da Faculdade de Direito de Lisboa, da Universidade Católica e da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra bem como de outras universidades estrangeiras, para além de ter desempenhado os cargos de Presidente do Conselho Diretivo da Faculdade de Direito de Lisboa, de Presidente do Conselho Científico e de membro do Senado da Universidade de Lisboa, bem como de Diretor da Faculdade de Direito e membro do Conselho Superior da Universidade Católica, tendo deixado cerca de 1200 títulos publicados, com especial incidência nas áreas das Finanças Públicas, Direito Financeiro e Fiscal, Direito de Economia e Direito Comunitário.

O seu percurso político iniciou-se na década de 70 do século passado enquanto dirigente da Acção Católica Portuguesa e, continuou como deputado na Assembleia da República pelo PPD (1976- 79) e pela ASDI no âmbito da FRS (1980-82), tendo sido presidente do PPD/PSD (1978) e depois, da ASDI (1979-82), bem como representante do Partido Socialista no grupo dos Partidos Socialistas Europeus (1996-99). Desempenhou ainda funções governativas como Secretário de Estado das Finanças de Salgado Zenha (1976), Ministro das Finanças de Maria de Lurdes Pintasilgo (1979-80) e do primeiro governo de António Guterres (1995 – 99), no qual foi considerada determinante a sua eficácia para que Portugal fizesse parte do núcleo fundador do Euro.

António Sousa Franco exerceu ainda funções como Presidente do Tribunal de Contas (de 1986 a 1995), Governador do Banco Mundial em duas ocasiões (1979-1980 e 1996-2000), bem como do Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento (1996-2000) e do Banco Europeu de Investimentos (1996-2000), tendo aliás neste último presidido ao Conselho de Governadores em 1997-1998.

Freguesia do Lumiar (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia do Lumiar
(Foto: Sérgio Dias)

sousa franco

 

Anúncios

One thought on “Sousa Franco num jardim do Bairro dos Professores

  1. Pingback: Toponomenclatura de espaços verdes: os Jardins e os Parques | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s