A Amnistia Internacional num jardim lisboeta

Freguesia de Campolide

Freguesia de Campolide                                                                                                                    (Foto: Rui Mendes)

Quando em 2011 se comemoraram os 50 anos de vida da Amnistia Internacional, bem como os 30 anos da Secção Portuguesa da Amnistia Internacional nascida a 18 de maio de 1981, a Câmara Municipal de Lisboa associou-se a estas datas e homenageou esta organização empenhada na defesa dos Direitos Humanos e que foi Prémio Nobel da Paz em 1974 e 1977 com a atribuição do seu nome a um Jardim: o Jardim Amnistia Internacional, situado entre a Rua de Campolide, a Avenida José Malhoa e a Rua Cardeal Saraiva, nascido do Edital de 03/06/2011.

Placa Tipo IV (Foto: Rui Mendes)

Placa Tipo IV
(Foto: Rui Mendes)

A Amnistia Internacional foi fundada em 1961, tendo na sua origem um caso que envolve Portugal, com a publicação no The Observer de 28 de maio de 1961 do artigo «The Forgotten Prisioners», no qual o advogado britânico Peter Benenson denunciou a condenação de dois jovens estudantes portugueses a 7 anos de prisão, por gritarem “Viva a Liberdade!” numa esplanada do centro de Lisboa, no âmbito das celebrações da República e, indignado, escreveu aos dirigentes políticos portugueses exigindo a libertação imediata dos dois jovens, ao mesmo tempo que encorajou o seu círculo de relações a fazer como ele e, o sucesso desta manifestação criou o modo de agir da Amnistia Internacional.

planta de localização

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s