A Rua Rainha D. Brites no Bairro da Boavista

Freguesia de Benfica (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Benfica
(Foto: Sérgio Dias)

Este  antigo arruamento do primitivo  Bairro da Boavista dedicado à Rainha D. Brites, assim como a Rua Rainha D. Catarina e o Largo Rainha Santa Isabel são topónimos oficializados em 1999 (Edital 11/03/1999), consagrando as designações que a população local  tinha acolhido ao longo do tempo.

D. Brites (Toro/1293 – 1359/Lisboa), filha de D. Sancho IV, Rei de Castela,  foi Rainha de Portugal pelo seu casamento com D. Afonso IV, de quem teve sete filhos e, também se dedicou a algumas obras pias e às Mercearias da Sé de Lisboa, antecessoras das Misericórdias.

Edital nº 00/00

Edital nº 19/99

Este Bairro social da freguesia de Benfica, erguido entre  1939 e 1941 era um bairro de casas desmontáveis, 488 casas prefabricadas de fibrocimento, colocadas em banda, nos terrenos que eram propriedade do 4º Conde de Bonfim, destinado a populações que habitavam clandestinamente na cidade e que devido a obras públicas, como o viaduto Duarte Pacheco, foi necessário realojá-las. No dia 25 de outubro de 1941, a CML procedeu à inauguração do bairro, assim como de todos os serviços de assistência à população (Posto Médico, Igreja, Posto do Fiscal, Mocidade Portuguesa) e contou com a presença do Chefe de Estado Marechal Óscar Carmona.

Nessa época, a avenida principal  era a Rua Rainha D. Maria I, as duas paralelas eram a Rua Rainha D. Brites e a Rua Rainha D. Catarina, e mais os Largos Rainha Santa Isabel e Rainha Santa Leonor. A restante toponímia era floral – Ruas das Açucenas, das Dálias, dos Girassóis, das Hortênsias, dos Jacintos, dos Lírios, das Madressilvas, dos Manjericos, das Margaridas, dos Narcisos, das Pasquilhas, das Perpétuas, das Verbenas, da Verónica, das Violetas – para além das Ruas dos Bons Dias, dos Casadinhos, das Maravilhas e das Saudades.

De 1961 a 1970 foram construídas mais 38 casas de alvenaria e, em 1971 foram executados mais 510 fogos em terrenos do parque florestal, no que se designou como Bairro Novo da Boavista, sendo a toponímia destes novos arruamentos numérica. A partir de 1976, demoliram-se barracas e foram construídos em banda 80 fogos, em imóveis de 3 andares, e entre 1988 e 1996 somaram-se mais 541 fogos. Em 2005, pelo Edital municipal de 6 de outubro, seis novos arruamentos receberam nomes florais, seguindo assim a toponímia anterior: Rua das Acácias, Rua das Azáleas, Rua do Azevinho, Rua das Begónias, Rua das Buganvílias e Rua das Magnólias.

Freguesia de Benfica (Planta: Sérgio Dias)

Freguesia de Benfica – Bairro da Boavista
(Planta: Sérgio Dias)

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s