Eusébio e a sua Avenida lisboeta

(Foto: Amadeu Ferrari, Arquivo Municipal de Lisboa)

(Foto: Amadeu Ferrari, Arquivo Municipal de Lisboa)

Neste dia em que passa um ano sobre a morte de Eusébio da Silva Ferreira e a Câmara Municipal de Lisboa procede à inauguração oficial da Avenida lisboeta com o seu nome, na proximidade do Estádio da Luz, recordamos a figura do Pantera Negra, Pérola Negra ou Rei.

Eusébio da Silva Ferreira (Moçambique – Maputo/25.01.1942 – 05.01.2014/Lisboa) foi um dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos. Afirmou-se como um herói dos relvados portugueses e mundiais, ao serviço do Sport Lisboa e Benfica e como nº 10 da Seleção Nacional, fazendo vibrar multidões de diversas gerações.

Eusébio chegou a Lisboa em dezembro de 1960 e a sua estreia pelo Sport Lisboa e Benfica aconteceu no dia 23 de maio de 1961, no Estádio da Luz, numa partida amigável contra o Atlético que se saldou num 4-2 em que o Pantera Negra marcou 3 dos 4 golos da equipa encarnada. A 10 de Junho seguinte surgiu finalmente no Campeonato Nacional, na última ronda da época, e marcou um golo dos quatro que fizeram a vitória das Águias sobre o Belenenses.

Eusébio marcou com brilhantismo o seu lugar como avançado e jogou 15 dos seus 22 anos como atleta do Sport Lisboa e Benfica. Foi o melhor marcador de sempre da equipa, com 638 golos em 641 partidas oficiais. Neste clube ganhou onze Campeonatos Nacionais, cinco Taças de Portugal, uma Taça dos Campeões Europeus (1962) que acabou com a hegemonia do Real Madrid e, ainda ajudou a alcançar mais três finais da Taça dos Campeões Europeus (1963, 1965 e 1968), tendo sido ainda o maior marcador da Taça dos Campeões Europeus em 1965, 1966 e 1968.

A fama internacional granjeou-a Eusébio a partir do jogo da 2ª final europeia do Benfica, no dia 2 de maio de 1962, contra o Real Madrid de Di Stefano e Puskas. Marcou dois golos e fez uma exibição de luxo com as características que o iriam tornar famoso: a sua velocidade estonteante e o seu remate fortíssimo. Ao intervalo a equipa da Luz perdia por 3-2, com Puskas em destaque por ter apontado os três golos. Logo a seguir o Benfica fez o empate através de um golo de Coluna e, Eusébio marcaria mais dois, conseguindo-se assim o 5-3 do resultado final que sagrou o Benfica Campeão da Europa.

Em setembro de 1973, os benfiquistas ofereceram ao Rei uma festa oficial de despedida mas a sua última partida com a camisola do Benfica só aconteceu no dia 18 de junho de 1975, frente à Seleção Africana, em Casablanca. Eusébio, cujo nome se foi gradualmente confundindo com o seu adorado Benfica, viu ainda reconhecido o seu talento com uma estátua de bronze erguida em frente ao Estádio da Luz, desde 1992. Este monumento nasceu da iniciativa de Vítor Baptista, adepto benfiquista e emigrante nos Estados Unidos da América, por considerar que nas décadas de 1960 e 1970, o Pérola Negra era a única nota positiva que nos dava orgulho de sermos portugueses, oferecendo o custo do trabalho do escultor norte-americano Daker Bower, com o aval da direção encarnada presidida então por João Santos, e da qual existe uma réplica americana nas imediações do Estádio Gillette (perto de Boston) que foi inaugurada por Luís Filipe Vieira e pelo próprio Eusébio em 2006.

(Foto cedida pelo Sport Lisboa e Benfica)

(Foto cedida pelo Sport Lisboa e Benfica)

Conhecido pela sua velocidade, técnica poderosa e preciso remate de pé direito, Eusébio estreou-se na Seleção Nacional em 8 de outubro de 1961, apontando logo um golo na derrota por 2-4 contra o Luxemburgo. E a partir do Campeonato do Mundo de 1966, disputado em Inglaterra, no qual Eusébio foi determinante na conquista do 3º lugar, o nº 10 tornou-se uma estrela mundial, a rivalizar com Pelé. Este foi o primeiro Campeonato do Mundo em que Portugal chegou aos quartos-de-final, deixando pelo caminho equipas como a Coreia do Norte (a outra grande surpresa do torneio), a Hungria e o Brasil (um dos favoritos). Portugal acabou por sair derrotado contra a equipa da casa, numa partida que ficou conhecida como Jogo das Lágrimas, em que Eusébio chorou em pleno relvado após a derrota portuguesa nas meias-finais frente aos anfitriões. E contudo, a facilidade de Eusébio em marcar golos tornou-o no melhor marcador desse Mundial com 9 tentos, pelo que recebeu a Bota de Ouro. A equipa desta campanha, que ficou conhecida como Os Magriços, foi recebida em festa no regresso a Lisboa.

Eusébio que representou 64 vezes a Seleção Nacional, somando 41 golos, obteve a sua última internacionalização com a camisola das quinas a 19 de outubro de 1973, sendo seu capitão 16 vezes. Desde 1979 e até ao seu falecimento integrou a comissão técnica da Selecção Nacional Portuguesa. Como um dos maiores nomes do futebol mundial, Eusébio afirmou-se também como embaixador do futebol português pelo mundo e símbolo de Portugal.

Depois do 25 de Abril de 1974, Eusébio ficou finalmente livre para trabalhar fora do país e em 1975 partiu para explorar o mercado dos Estados Unidos da América, Canadá e México e regressou depois a Portugal para jogar pelo Beira-Mar e União de Tomar, nas temporadas de 1976-77 e 1977-78.

E ao longo da vida profissional Eusébio acumulou um palmarés invejável de distinções nacionais e estrangeiras, das quais cabe salientar as seguintes por ordem cronológica:
1963 e 1964- Melhor marcador do Campeonato Nacional, com 28 golos, tanto na época de 1963/64 como na de 1964/65;
1965 – Melhor Jogador Europeu pela revista France Football (Bola de Ouro);
1965/66 – Melhor marcador do Campeonato Nacional, com 25 golos;
1966 – Melhor marcador da fase final e Melhor Jogador do Mundial de Inglaterra;  do Mundial ; All-Star Team do Campeonato do Mundo, BBC Overseas Sports Personality of the Year; Medalha de Prata da Ordem do Infante D. Henrique (19/12/1966);
1966/67 – Melhor marcador do Campeonato Nacional, com 31 golos (ex-aequo com Figueiredo, do Sporting Clube de Portugal);
1967/68 – Melhor marcador europeu (Bota de Ouro), com 42 golos; Melhor marcador do Campeonato Nacional;
1969/70 – Melhor marcador do Campeonato Nacional, com 21 golos;
1970 – Futebolista Português do Ano ;
1972/73 – Melhor Marcador Europeu (Bota de Ouro), com 40 golos; Melhor marcador do Campeonato Nacional;
1973 – Futebolista Português do Ano;
1981 – Colar de Mérito Desportivo;
1982 – Águia de Ouro (o mais alto galardão do Sport Lisboa e Benfica);
1990 – Grande Colar de Honra ao Mérito Desportivo;
1992 – Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique (21/01/1992); Medalha de Ouro da Cidade de Lisboa;
1994 – Ordem de Mérito Federação Internacional de Futebol (FIFA);
1998 – Membro inaugural da Galeria dos Campeões (Hall of Champions) da FIFA, em conjunto com outras oito glórias do futebol mundial;
2000 – Terceiro melhor futebolista do Século XX para a FIFA, a seguir a Pelé e Maradona;
2003 (Novembro) – Escolhido como o jogador de ouro de Portugal pela Federação Portuguesa de Futebol (como o seu melhor jogador dos últimos 50 anos), para o Jubileu de Ouro da UEFA, no âmbito do qual também ficou em 7º na votação online;
2004 – Grã-Cruz da Ordem do Mérito (05/07/2004); Pelé nomeou Eusébio como um dos melhores jogadores de futebol vivos na sua lista FIFA 100;
2010 (Fevereiro) – 3º jogador a ser distinguido com o Prémio Presidente da UEFA, depois de Alfredo Di Stéfano e Bobby Charlton.

Recorde-se ainda que por ocasião da realização em Lisboa da Expo 98, as duas lontras marinhas do novel Oceanário foram crismadas como Amália e Eusébio, que em sua homenagem foi criada a Taça Eusébio ou Eusébio Cup e, que o nome do Rei foi dado a um avião da TAP para promoção do Euro 2004.

Freguesias de Carnide, São Domingos de Benfica e Benfica (Foto: Sérgio Dias)

Freguesias de Carnide, São Domingos de Benfica e Benfica
(Foto: Sérgio Dias)

Anúncios

One thought on “Eusébio e a sua Avenida lisboeta

  1. Pingback: A Praça do fundador do Benfica Cosme Damião | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s