A Rua do 3º Marquês de Ponte de Lima e do Palácio da Rosa

Freguesia de qualquer coisa (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Santa Maria Maior
(Foto: Sérgio Dias)

A Rua Marquês de Ponte de Lima que une o Largo do Terreirinho ao Largo da Rosa, foi dada por Edital municipal de 27 de maio de 1902, substituindo a Rua João Carlos d’Oliveira  para homenagear o 3º Marquês de Ponte de Lima e proprietário do Palácio da Rosa.

Segundo o Edital municipal de 8 de setembro de 1899 , a Rua João Carlos d’Oliveira foi o topónimo para «a nova rua projectada para ligar o extremo Norte da calçada , de Santo André e o largo do Terreirinho com a rua das Farinhas, e da qual está actualmente em contrucção o lanço comprehendido entre esta ultima e o largo do Colleginho». Norberto de Araújo defende que a Rua Marquês de Ponte era a antiga Rua do Coleginho.

Por mandado de 10/06/1902, foram os proprietários dos prédios da Rua João Carlos de Oliveira de que esta rua passava a denominar-se Rua do Marquês de Ponte de Lima, conforme edital de 27/05/1902. Por mandado de 30/06/1908, as vias públicas denominadas Rua das Tendas e Largo do Coleginho, ficaram englobadas na Rua Marquês de Ponte de Lima, dado que já o estavam na Rua João Carlos de Oliveira atendendo aos limites fixados para esta rua na delib cam de 31/08/1899 e edital de 08/09/1899.

O 3º Marquês de Ponte de Lima foi D. José Maria Xavier de Lima Vasconcelos Brito Nogueira Teles da Silva (Almeida/12.11.1807 – 21.12.1877/Lisboa) que era também 17º visconde de Vila Nova de Cerveira, comendador da Ordem de Cristo e cavaleiro da Torre-e-Espada, 21º senhor do morgado de Soalhões, 20º do de S. Lourenço de Lisboa (o que incluía o Palácio da Rosa que a família vendeu em 1970 à CML). Em 1826 foi nomeado par do reino segundo a Carta Constitucional mas escolheu a carreira militar, como cadete de Cavalaria 4. No exército dos Liberais fez as campanhas de 1827 e 1828 e, malograda que foi a primeira tentativa contra o governo de D. Miguel emigrou e foi juntar-se aos que nos Açores sustentavam a causa de D. Maria II e da Carta. Em 1834 voltou a tomar assento na Câmara dos Pares da qual foi vários anos secretário.

Freguesia de Santa Maria Maior

Freguesia de Santa Maria Maior

 

Anúncios

2 thoughts on “A Rua do 3º Marquês de Ponte de Lima e do Palácio da Rosa

  1. Pingback: O Largo da Senhora da Anunciada que ocupou o Convento de Santo Antão | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: As Escadinhas e a Rua da Senhora da Saúde contra a peste | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s