O olisipógrafo Manuel Ferreira de Andrade numa Rua de São Domingos de Benfica

Freguesia de São Domingos de Benfica - Placa Tipo IV (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de São Domingos de Benfica – Placa Tipo IV
(Foto: Sérgio Dias)

Manuel Ferreira de Andrade,  funcionário da CML e olisipógrafo, bem como membro fundador do Grupo Amigos de Lisboa, desde o ano seguinte ao seu falecimento que dá nome a um arruamento da Freguesia de São Domingos de Benfica.

Foi pelo Edital de 05/01/1971 que se atribuiu a Rua Manuel Ferreira de Andrade no arruamento que era constituído pelas Ruas B1 e B2 do plano de Urbanização da zona a sul da Avenida Marechal Carmona, também designadas como Ruas B1 e B2 à Rua Professor Reinaldo dos Santos.

Manuel Ferreira de Andrade (Lisboa/07.10.1910 – 1970/Lisboa) foi um olisipógrafo discípulo de Júlio de Castilho, pela metodologia e pela área que elegeu como principal tema de estudo, sobretudo as freguesias circundantes do Castelo de São Jorge: A Freguesia de S. Cristóvão (1944 e 1945), A Freguesia de S. Tiago (1948) e A Freguesia de Santa Cruz da Alcáçova de Lisboa (1954), sendo também relevante o seu Palácios Reais de Lisboa (1949), sendo de realçar que em 1946 foi agraciado com o prémio Júlio de Castilho.

Ferreira de Andrade publicou vasta obra de temática olisiponense com colaboração regular na revista Olisipo, em artigos como «Relação das Casas Foreiras, em 1539, à Igreja de S. Cristóvão» (1945), «A Igreja de N. S. de Jesus»(1945), «O Arquivo Histórico da Cidade e o Castelo de S. Jorge» (1947), «Os Paços de Xabregas» (1948-1949), «Os Paços de Santo Elói e os Paços de S. Bartolomeu» (1949-1950), «A Mouraria – O Palácio da Rosa e os Templos de S. Lourenço e do Coleginho» (1950), «Esta Lisboa das Sete Colinas» (1951), «Da Lisboa de Quinhentos à Lisboa da Restauração» (1954), «Lembranças de Norberto de Araújo»(1956), «Elogio de Alfama» (1959), «A Costa do Castelo ou a História de uma Rua sem Casas. A Vila Quente»(1959), «A Igreja de S. Domingos – Fastos Gloriosos e Fatais da sua Idade»(1959) ou «As Antigas Portas de S. Lourenço, da Alfofa e de Santo André»(1960). Refira-se ainda alguns dos seus trabalhos na Revista Municipal como «O Senado da Câmara e a Guerra Civil: 1820-1834»(1943-1945), «Três Touradas no Terreiro do Paço em 1777» (1946), «Homens do Porto que escreveram sobre Lisboa»(1950), «Os Cafés da Lisboa Romântica» (1953) e «O Senado da Câmara e os seus Presidentes» (de 1956 a 1964).

Registe-se ainda a sua precursora tentativa  da edição do Grande Dicionário de Lisboa (1970), cuja publicação, em virtude do seu falecimento não foi além do primeiro fascículo.

Manuel Ferreira de Andrade desempenhava funções de Secretário da Presidência da Câmara Municipal de Lisboa e foi também um dos fundadores do Grupo Amigos de Lisboa e membro da Associação dos Arqueólogos Portugueses.

Freguesia de São Domingos de Benfica  (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de São Domingos de Benfica
(Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de São Domingos de Benfica

Freguesia de São Domingos de Benfica

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s