A Rua do Crucifixo que foi do Espírito Santo

Freguesia de Santa Maria Maior (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Santa Maria Maior
(Foto: Sérgio Dias)

A Rua do Crucifixo surge no roteiro toponímico lisboeta de Luís Dourdil por nesta artéria ter estado sediada a empresa Companhias Reunidas de Gás e Electricidade para a qual, em 1942, o pintor executou uma original tela para a decoração da entrada, conforme noticiou o  Diário Popular de 7 de abril de 1943.

Unindo hoje a Rua da Conceição à Rua da Assunção, esta rua começou a ganhar forma por detrás da igreja e da Casa do Santo Espírito da Pedreira, que ali figurou pelo menos de 1279 e até 1755, e sob esta influência começou por ser a Rua do Espírito Santo, ou segundo Luís Pastor de Macedo a Rua do Espírito Santo à Boa Hora. Ainda de acordo com este olisipógrafo e a sua investigação nos registos paroquiais da Freguesia da Conceição Nova, teria sido Rua do Espírito Santo de 1770 até 1802 e, a partir dessa data Rua do Crucifixo.

Todavia, podemos encontrar no Arquivo Municipal de Lisboa um documento de 18 de agosto de 1744,  uma petição ao Senado municipal do padre prepósito da Congregação do Oratório, a  solicitar licença para reformar uma parede do convento do Espírito Santo da Pedreira, no beco que vai para a Rua do Crucifixo, pelo que nos parece que a denominação Rua do Espírito Santo e Rua do Crucifixo podem ter coexistido em alguma altura.

O Convento do Espírito Santo ocupava o espaço entre a Rua Nova do Almada e a Rua do Crucifixo, razão para que as escadinhas que foram abertas na reconstrução após o Incêndio do Chiado,  entre a Rua Nova do Almada e a Rua do Crucifixo e que ladeiam uma parte do edifício dos presentes Armazéns do Chiado, tenham recebido o nome de Escadinhas do Santo Espírito da Pedreira, por Edital municipal de 12/04/1995.

Imagem do blogue Pintor Luís Dourdil

 

 

2 thoughts on “A Rua do Crucifixo que foi do Espírito Santo

  1. Pingback: O património religioso na toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: As Cruzes da Toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

Os comentários estão fechados.