O Beco de uma Maria da Guerra hoje desconhecida

Beco da Maria da Guerra  em 1962  (Foto: Armando Serôdio, Arquivo Municipal de Lisboa)

Beco de Maria da Guerra em 1962
(Foto: Armando Serôdio, Arquivo Municipal de Lisboa)

Este Beco de Maria da Guerra, que liga a Rua dos Remédios à Rua de Santo Estêvão,  já aparece referido nas plantas da freguesia de Santo Estêvão após a remodelação paroquial de 1780 embora se desconheça quem tenha sido a figura de que a artéria guardou a memória.

O olisipógrafo Gomes de Brito aventou que esta Maria da Guerra seria a mãe do poeta Gregório de Matos Guerra, que vivia na Baía em 1630. Por seu turno, o olisipógrafo Luís Pastor de Macedo discordou dessa ideia  e apontou que seria mais plausível uma Maria da Guerra mencionada na freguesia da Sé em 1651.

Placa Tipo I - Freguesia de Santa Maria Maior (Foto: Sérgio Dias)

Placa Tipo I – Freguesia de Santa Maria Maior
(Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Santa Maria Maior

Freguesia de Santa Maria Maior

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s