A Rua da Galé do mar ou da prisão

Freguesia de Santa Maria Maior - Placa Tipo I (Foto: Mário Marzagão)

Freguesia de Santa Maria Maior – Placa Tipo I
(Foto: Mário Marzagão)

A Rua da Galé que liga a Rua de São Miguel ao Beco das Canas é um topónimo muito antigo, já referida no Sumário de Cristóvão Rodrigues de Oliveira, de 1551, como Rua da Galé com seus becos, hum d’estes becos se chama de João de Ribas.

De acordo com Gomes de Brito, poderá o topónimo derivar de uma embarcação ou por ter existido uma prisão no local. O topónimo marítimo faz sentido em Alfama que sempre manteve uma ligação ao Tejo e, tanto mais que logo desde 1428 os pescadores linhéus ou do largo (pesca à linha) se constituíram em Irmandade do Espírito Santo com sede na igreja de S. Miguel.

Nas proximidades existe também o Beco do Forno da Galé, a que o edital do Governo Civil de Lisboa de 1 de setembro de 1859 acrescentou «da Galé» por referência ao arruamento onde nasce e, o  Boqueirão da Praia da Galé.

Ainda  em Lisboa existe uma Travessa da Galé, na Freguesia de Alcântara e, no Parque das Nações, uma Rua das Galés, herdada da Expo 98.

Freguesia de Santa Maria Maior

Freguesia de Santa Maria Maior

3 thoughts on “A Rua da Galé do mar ou da prisão

  1. Pingback: Topónimos incomuns de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: Os Pátios da toponímia oficial de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  3. Pingback: As Cruzes da Toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

Os comentários estão fechados.