A Praça do fundador da FRELIMO

Freguesia de Marvila (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Marvila
(Foto: Sérgio Dias)

Eduardo Mondlane, o primeiro presidente da FRELIMO, assassinado em 1969, é o topónimo de uma Praça de Marvila desde novembro de 1983.

Aliás, no ano de 1983, a Câmara Municipal alfacinha homenageou aqueles que lideraram os movimentos pela independência dos países africanos de expressão portuguesa, já que para além de Eduardo Mondlane pelo Edital de 11 de novembro, também por edital de 22 de abril já haviam sido atribuídas ruas a Agostinho Neto – presidente do MPLA a partir de 1962 e 1º Presidente da República Popular de Angola- e a Amilcar Cabral, fundador em 1956 do PAIGC e assassinado em 1973. Em todos estes casos as sugestões resultaram de Moções apresentadas em sessão de câmara pelos Vereadores da A.P.U. – Aliança Povo Unido.

O arruamento escolhido para perpetuar Eduardo Mondlane em Lisboa foi o originalmente registado como Praceta A da Zona J de Chelas e que passou a ter como seu 1º topónimo Praça Dr. Cunha Gonçalves, por Edital de 12/08/1982, para no ano seguinte, pelo Edital de 11/11/1983, consagrar Eduardo Chivambo Mondlane (Moçambique- Manjacaze/20.06.1924 – 03.02.1969/Dar-es-Salam -Tanzânia), fundador e 1º Presidente da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) que foi brutalmente assassinado por um livro-bomba. Mondlane estudou na Universidade de Lisboa, onde conheceu Agostinho Neto e Amilcar Cabral  e concluiu um doutoramento em Sociologia na norte-americana Northwestem University, tendo sido professor universitário antes de se dedicar à luta contra o domínio colonial.

rua eduardo mondlane década de 60

A alteração de topónimo, que é uma prática quase inexistente em Lisboa, resultou de uma conjugação de acontecimentos.  A Comissão Municipal de Toponímia recebeu a 7 de outubro de 1983 uma carta de Mário da Cunha Gonçalves, protestando por ter sido atribuído o nome de seu falecido pai a «uma praceta dos arredores, em bairro predominantemente habitado por iletrados e marginais» a que a Comissão respondeu com o seguinte parecer: «Embora não podendo concordar com algumas das razões aduzidas pelo reclamante, a Comissão entende que a sua qualidade de filho do homenageado lhe confere o direito de não querer o nome de seu pai naquele local e, assim, sugere que a Praça Doutor Cunha Gonçalves passe a denominar-se Praça Eduardo Mondlane/Político/1920 – 1969.»

Freguesia de Marvila

Freguesia de Marvila

 

Anúncios

4 thoughts on “A Praça do fundador da FRELIMO

  1. Pingback: Professores na Toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: Um estrangeiro por freguesia na Toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  3. Pingback: A Rua do 1º Presidente da República Popular de Angola, Agostinho Neto | Toponímia de Lisboa

  4. Pingback: Pena de Morte e Direitos Humanos na Toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s