O Beco e a Rua da Mestra, oficializados em 1919

Beco da Mestra2

Beco da Mestra – Freguesia de Carnide (Foto: Sérgio Dias)

O Beco e a Rua da Mestra, na Freguesia de Carnide, foram topónimos oficializados pelo Edital municipal de 19 de julho de 1919, antes fixados pela população local em memória da mestra que havia ensinado as crianças desta zona.

O Edital justifica que «Faço saber que a Comissão Executiva desta Câmara, atendendo a que pela anexação do Concelho de Lisboa do extinto concelho de Belém, não foi entregue nesta Câmara a documentação referente à nomenclatura e numeração das vias públicas pertencentes à Freguesia de Carnide [que integrou o concelho de Belém de 1840 a 1885 e, depois até 1886 o Concelho dos Olivais], no uso das atribuições que lhe confere o nº 26 do art.º 94º da Lei nº 88 de 7 de Agosto de 1913, deliberou, em sua sessão de 10 do Julho do corrente, confirmar oficialmente as actuais designações das vias públicas da referida freguesia de Carnide, pelas quaes o vulgo, de há muito, as denominava; as quais vias públicas são as seguintes: Rua da Fonte, Largo das Pimenteiras, Largo da Praça, Rua do Machado, Travessa do Cascão, Largo do Jogo da Bola, Largo do Malvar, Travessa do Malvar, Rua da Mestra, Beco da Mestra, Rua do Norte, Travessa do Pregoeiro, Travessa do Machado e Beco do Norte.»

A Rua da Mestra já aparece referida no levantamento da Planta de Lisboa de abril de  1904, de Júlio Silva Pinto e Alberto de Sá Correia, elaborado com base numa planta geral da cidade de Lisboa, na escala de 1:25 000, fornecida pela 3ª Repartição da Câmara.

Refira-se que em 1898, no livro O Lindo Sítio de Carnide, do erudito Gabriel Pereira, se especificava que existiam «duas escolas municipais primárias oficiais de ensino gratuito, uma para meninas e outra para meninos.»

Freguesia de Carnide (Planta: Sérgio Dias)

Freguesia de Carnide
(Planta: Sérgio Dias)

Anúncios

4 thoughts on “O Beco e a Rua da Mestra, oficializados em 1919

  1. As fotos da Rua da Mestra que temos acesso datam de 1967 e são de uma qualidade pouco aceitável dado que a passagem do tempo não as poupou. Mas se quiser enviar-nos uma foto da artéria (toponimia@cm-lisboa.pt) muito agradecemos e colocaremos no artigo com a indicação da sua autoria.

    Gostar

  2. Fiquei agradavelmente surpreendido pela rapidez na resposta.
    Atrevo-me a sugerir, que caso tenham em arquivo, coloquem uma fotografia do edifício que foi a escola, que apesar de abandonado está em bastante bom estado e mantém toda a estrutura digna da sua função original.
    Como informação complementar, na imagem da Planta de Carnide, a escola figura no topo superior esquerdo, na confluência das Ruas da Mestra e a das Parreiras.

    Gostar

  3. Com certeza por lapso, a 2ª fotografia que ilustra a descrição da origem da toponímia Rua da Mestra, não se refere a esta, mas sim à Travessa (mais parece uma rua) do Pregoeiro.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s