O Largo de São Carlos que foi do Directório

Placa Tipo II - Freguesia de Santa Maria Maior (Foto: Sérgio Dias)

Placa Tipo II – Freguesia de Santa Maria Maior
(Foto: Sérgio Dias)

Neste Largo foi edificado o Teatro S. Carlos, entre 8 de dezembro de 1792 e 30 de junho de 1793, com verbas dos próprios comerciantes da capital, sob o traçado neoclássico do arquiteto José Costa e Silva, e o nome do Teatro estendeu-se ao espaço envolvente. Em 1913 passou a Largo do Directório e em 1956 voltou à designação de Largo de São Carlos.

Descerramento da placa toponímica do antigo Largo do Directório (Foto: Joshua Benoliel, Arquivo Municipal de Lisboa)

Descerramento da placa toponímica do antigo Largo do Directório
(Foto: Joshua Benoliel, Arquivo Municipal de Lisboa)

Após a implantação da República, o antigo Largo de São Carlos pela deliberação camarária de 4 de setembro e consequente Edital de 18 de outubro de 1913 passou a denominar-se Largo do Directório, para perpetuar na memória de Lisboa que no nº 4 daquele arruamento foi a sede do Partido Republicano Português e do seu Diretório, quer nos anos que precederam a proclamação da República quer também ainda durante algum tempo depois de 1910. Por esse mesmo Edital, assinado pelo então Presidente da CML General Correia Barreto, mais quatro topónimos foram modificados: o Largo do Espírito Santo tornou-se o Largo Ernesto da Silva, o Largo de S. Roque ficou Largo Trindade Coelho, o Largo de Santa Bárbara denominou-se Largo 28 de Janeiro e a Rua de S. José passou para Rua Alves Correia.

Quarenta e três anos mais tarde, por Edital de 28 de maio de 1956, a edilidade voltou a denominar a artéria como Largo de São Carlos, trazendo de volta mais 3 denominações antigas para substituir as dadas após a proclamação da República, a saber: a Rua Alves Correia voltou a ser a Rua de S. José; a Rua Eugénio dos Santos regressou a Rua das Portas de Santo Antão e foi atribuída a Rua Eugénio dos Santos num novo arruamento junto ao Parque Eduardo VII; e a Rua da Luta retomou o topónimo Duque de Bragança, embora no plural como Rua dos Duques de Bragança.

Refira-se como nota final que Fernando Pessoa nasceu e viveu neste Largo, no nº 4-4.º Esqº.

Freguesia de Santa Maria Maior (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Santa Maria Maior
(Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Santa Maria Maior (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Santa Maria Maior
(Foto: Sérgio Dias)

 

Anúncios

3 thoughts on “O Largo de São Carlos que foi do Directório

  1. Pingback: O Dia Mundial do Teatro pelas ruas de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: A Rua da Constança que era a pianista Nina | Toponímia de Lisboa

  3. Pingback: Música na Toponímia de Lisboa | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s