A Rua dos Condes de Monsanto nascida da demolição do Mercado da Figueira

Freguesia de Santa Maria Maior (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Santa Maria Maior
(Foto: Sérgio Dias)

A demolição em 1949 do antigo Mercado da Figueira (que era o «novo» inaugurado em 1885) permitiu uma remodelação urbanística da zona  e daí nasceu a Rua dos Condes de Monsanto, pelo Edital municipal de 28 de agosto de 1950, para denominar o troço da Rua da Betesga entre a Rua dos Fanqueiros e o Poço do Borratém.

O mesmo Edital atribuiu também a Praça da Figueira, a Rua João das Regras, a Rua D. Duarte e a Rua D. Antão de Almada, assim como definiu novas dimensões para a Rua dos Correeiros, a Rua do Amparo, a Rua dos Fanqueiros e a Rua da Betesga.

Sobre os Condes de Monsanto refira-se que este título foi atribuído por duas vezes, a duas famílias diferentes.

Na primeira vez, D. Afonso V, por carta de 21 de maio de 1460, premiou D. Álvaro Peres de Castro, a quem simultaneamente fez a doação da referida vila, e a que acrescentou no ano seguinte o cargo de fronteiro-mor de Lisboa (carta de 28/03/1461), bem como todas as rendas que recebiam os alcaides de Lisboa (carta de 24/01/1463). O título passou de geração em geração e o 6.º Conde de Monsanto, D. Álvaro Pires de Castro que se distinguiu na Guerra da Restauração recebeu de D. João IV, por carta de 19 de novembro de 1643, também o título de Marquês de Cascais. Até que o 11º Conde de Monsanto e 4º Marquês de Cascais, D. Luís José de Castro Noronha Ataíde e Sousa, não teve descendência e o uso do título não foi reclamado.

A segunda atribuição nasceu de uma carta régia de D. Carlos I, de 3 de agosto de 1900, a favor de Cândido Cardoso Calado (Alcanena/04.10.1831 – 07.01.1911/Santarém), um industrial que mandara construir a estrada de ligação de Rio Maior a Alcanena no séc. XIX, incluindo o cargo de secretário na Sociedade de Geografia de Lisboa e as comendas das Ordens de Cristo e de Nª Sr.ª da Conceição de Vila Viçosa. Já antes,   em 17 de janeiro de 1890, o monarca nomeara visconde Cândido Cardoso Calado.

Freguesia de Santa Maria Maior (Planta: Sérgio Dias)

Freguesia de Santa Maria Maior
(Planta: Sérgio Dias)

Advertisements

4 thoughts on “A Rua dos Condes de Monsanto nascida da demolição do Mercado da Figueira

  1. Pingback: A Rua dedicada a João das Regras que fez aclamar o rei D. João I | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: A Rua da Capela de Nª Srª do Amparo junto do Hospital de Todos os Santos | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s