A Praça frente à sede do Ginásio Clube Português

Freguesias de Campo de Ourique e de Santo António (Foto: Sérgio Dias)

Freguesias de Campo de Ourique e de Santo António
(Foto: Sérgio Dias)

A antiga Praça das Águas Livres (atribuída por edital de 18/06/1948) passou por Edital municipal de 10/08/1981 a ser a Praça Ginásio Clube Português, assim homenageando o Ginásio Clube Português no local onde se encontra a sede do clube.

Fundado em 18 de março de 1875  como Real Ginásio Clube Português e instituto de educação física, por Luís Monteiro e mais 24 amigos seus, começaram num pequeno palacete na Carreirinha do Socorro (Rua Fernandes da Fonseca desde 20/07/1888). Em 1884 inauguraram uma nova sede na Rua Nova dos Mártires (hoje, Rua Serpa Pinto) e a 7 de janeiro de 1973 passaram para o espaço onde ainda hoje estão.

Considerado instituição de utilidade pública desde 1960, o Ginásio Clube Português é também, depois da Associação Naval de Lisboa, a mais antiga coletividade nacional, que além da ginástica lançou outros desportos no país, como o halterofilismo, a esgrima, o jogo do pau e o tiro com arco. Coube-lhe, igualmente, a iniciativa de organização da Primeira Travessia do Tejo a nado, em 1907 e recorde-se que já em 1894 fundara o primeiro jornal desportivo ilustrado, o Sports. O trabalho de muitos anos do Clube em prol da educação física também contribuiu para que o governo decretasse em 1902 a obrigatoriedade da ginástica nos Liceus e para que em 1916 se realizasse o 1º Congresso de Educação Física em Portugal. O Ginásio Clube Português foi um dos fundadores da Federação Portuguesa de Ginástica e representou a ginástica nacional junto dos organismos estatais, do Comité Olímpico Português e da FIG – Federação Internacional de Ginástica.

Desde os Jogos Olímpicos de 1920 que o Ginásio Clube Português somou 19 atletas nessa celebração desportiva, nas modalidades de Ginástica, Esgrima, Tiro,  Tiro com Arco, Halterofilismo, Judo e Lutas e o desempenho do clube valeu-lhe diversas condecorações como as Ordens de Cristo (1934) , de Instrução Pública (1935) e de Benemerência (1945), do Infante (1975),  o Colar e a Medalha de Mérito Desportivo, a Medalha de Ouro da Cidade de Lisboa (1968) e da Federação Portuguesa das Colectividades de Cultura e Recreio, para além de ter sido distinguido pelo Comité Olímpico Internacional com a Taça Fearnley (1951) e a Taça Olímpica (1980).

Freguesias de Campo de Ourique e de Santo António (Planta: Sérgio Dias)

Freguesias de Campo de Ourique e de Santo António
(Planta: Sérgio Dias)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s