A Rua Aliança Operária

Freguesias da Ajuda e de Alcântara (Foto: Sérgio Dias)

Freguesias da Ajuda e de Alcântara
(Foto: Sérgio Dias)

A Associação de Socorros Mútuos e Instrução Aliança Operária foi homenageada por atribuição do Edital de 14 de outubro de 1915 à Rua de Santana.

O mesmo edital atribuiu mais 4 topónimos: o Largo Rodrigues de Freitas para substituir o Largo de Santo André, a Travessa do Vintém das Escolas na Travessa do Espírito Santo e a Rua da Voz do Operário em substituição da Rua da Infância. Este Edital mostra que uma das características da toponímia durante o período da Primeira República foi a substituição de denominações de cariz religioso por antropónimos ou valores republicanos.

A Associação de Socorros Mútuos e Instrução Aliança Operária, conhecida como Aliança Operária, fundada em 1880, foi uma das muitas nascidas em Portugal no séc. XIX e sediadas na cidade de Lisboa, após o impulso das doutrinas socialistas na Europa a partir de 1848, como a Associação Operária (1849), a Associação Tipográfica Lisbonense (1852), o Centro Promotor das Classes Laboriosas de Lisboa (1853), a Associação Fraternidade Operária (1872), a Associação dos Trabalhadores da Região Portuguesa (1874), a Caixa Económica Operária (1876), a Sociedade de Instrução e Beneficência A Voz do Operário (1879) ou a Fraternidade Operária Ajudense (1911).

Freguesias da Ajuda e de Alcântara (Planta: Sérgio Dias)

Freguesias da Ajuda e de Alcântara
(Planta: Sérgio Dias)