A Rua Vieira da Silva, dedicada ao 2º presidente do Centro Promotor das Classes Laboriosas

A Rua Vieira da Silva na planta de Júlio Vieira da Silva Pinto de maio de 1910 (excerto)

A Rua Vieira da Silva na planta de Júlio Vieira da Silva Pinto de maio de 1910 (excerto)

Francisco Vieira da Silva, tipógrafo e jornalista que foi o 2º Presidente da Direção do Centro Promotor dos Melhoramentos das Classes Laboriosas, está desde o século XIX perpetuado no antigo bairro de Alcântara na Rua Vieira da Silva .

Embora se desconheçam registos documentais do nascimento preciso desta artéria, que hoje liga a Avenida 24 de Julho à Rua Prior do Crato na Freguesia da Estrela, é um topónimo já assim denominado no último quartel do séc. XIX. A Rua Vieira da Silva surge já no levantamento topográfico de Francisco Goullard de 1881, bem como plano de alargamento da Rua Vieira da Silva, de 28 de abril de 1892 a 1 de setembro de 1894, assinado pelo arquiteto José Luís Monteiro e os condutores de obras Pedro Joyce e Francisco Heitor de Macedo, e ainda no processo da troca de terrenos na margem direita do Rio Tejo do Cais do Sodré a Alcântara, entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Direcção Geral de Obras Públicas e Minas, de 16 de setembro de 1899 a 15 de maio de 1900, assinado pelo Engº António Maria Avelar e o Chefe da 3ª Repartição do Serviço Geral de Obras Públicas da CML, Augusto César dos Santos.

A legenda «Tipógrafo e Jornalista/1825 – 1868» só foi acrescentada em 1992, a partir de um parecer da Comissão Municipal de Toponímia por «em virtude da natural confusão que resulta da existência dos topónimos Rua Engenheiro Vieira da Silva e Rua Vieira da Silva, fosse inserida nos respectivos palcos toponímicos desses arruamentos, passem a constar, digo, uma legenda que melhor identifique as personalidades homenageadas. Assim, deliberou que as placas toponímicas desses arruamentos passem a conter os seguintes dizeres: Rua Eng.º Vieira da Silva/Olisipógrafo/1869 – 1951; Rua Vieira da Silva/Tipógrafo e Jornalista/1825 – 1868».

 

Assim, o homenageado neste arruamento é Francisco Maria Vieira da Silva (Lisboa/26.02.1825 – 10.06.1868/Lisboa), um tipógrafo e jornalista que a partir de 1863 se tornaria o Presidente do Centro Promotor dos Melhoramentos das Classes Laboriosas, sucedendo a António Rodrigues Sampaio. Esta associação que viveu entre 1853 e 1872 teve os seus primeiros Estatutos redigidos por Sousa Brandão e aprovados por decreto publicado em 16 de junho de 1853. Já após a morte de Vieira da Silva, em 19 de outubro de 1870 esta associação reformulou os seus estatutos, tendo por base os princípios da Internacional Operária, mas o governo não os aceitou e os mesmos foram revistos  por uma comissão constituída por Sousa Brandão, Eduardo Maia, José Fontana, Luís Eça e Nobre França, sendo aprovados a 8 de março de 1872. O Jornal do Centro Promotor, também teve como 1º diretor Rodrigues Sampaio e Vieira da Silva como segundo, sendo Casal Ribeiro o tesoureiro.

Após a criação da Associação dos Artistas Lisbonenses em 1839, Vieira da Silva ligou-se a Sousa Brandão e Lopes de Mendonça para desenvolverem movimentos associativos e desta união nasceu a publicação em 28 de abril de 1859 do 1º número do Eco dos Operários (O Ecco dos Operarios : Revista Social e Litteraria). Mais tarde, Vieira da Silva também colaborou no Aurora, Comércio do Porto, Globo, O País, Revista Universal Lisbonense ou Voz do Operário.

Vieira da Silva foi também em 1861 um dos sócios fundadores da Comissão Central 1.º de Dezembro de 1640, junto com mais 39 figuras, como Anselmo José Braamcamp, Alexandre Herculano, o Barão de Santa Engrácia, Brito Aranha, o Conde Redondo, José Estêvão, Luís de Castro Guimarães, Manuel de Jesus Coelho, Mendes Leal ou Silva e Albuquerque. Aquela que hoje conhecemos como Sociedade Histórica da Independência de Portugal foi fundada com o nome de Associação Nacional 1.º de Dezembro de 1640, com 40 simbólicos membros para a dirigir, como os 40 conjurados, em maio e julho de 1861, tendo os seus estatutos sido aprovados em 1 de dezembro de 1869.

 

Freguesia da Estrela

Freguesia da Estrela

 

Anúncios

One thought on “A Rua Vieira da Silva, dedicada ao 2º presidente do Centro Promotor das Classes Laboriosas

  1. Pingback: Ruas com Arcos | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s