A Rua Coronel Santos Pedroso do Gazcidla

Freguesia de Benfica (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Benfica
(Foto: Sérgio Dias)

O  Coronel Santos Pedroso foi um militar que integrou o Corpo Expedicionário Português, bem como um político do Estado Novo, cujo percurso profissional terminou como Presidente da Administração da CIDLA e que desde a publicação do  Edital de 4 de março de 1974 está perpetuado na toponímia de Lisboa, na que era a  Rua H à Estrada do Poço do Chão na Quinta das Palmeiras, na Freguesia de Benfica.

António Rodrigues dos Santos Pedroso (Lisboa/14.02.1894 – 14.11.1969/Lisboa), licenciado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico, assentou praça em 1916 e chegou ao posto de Coronel em 1947.  Integrado no Corpo Expedicionário Português embarcou para França em 27 de agosto de 1917, país onde permaneceu até 12 de setembro, desembarcando no dia seguinte em Inglaterra, onde esteve até 20 de janeiro de 1918, voltando para França no dia seguinte e daí regressou a Portugal a 12 de fevereiro de 1919.

Na sua carreira militar desempenhou ainda funções de Promotor de Justiça junto dos 1.º e 2.º Tribunais Militares Territoriais, de Subdirector da Fábrica de Material de Guerra, de Presidente da Comissão de Receção de Material Antiaéreo (1943), de Comandante dos Regimentos de Artilharia Ligeira nº4 de Leiria (1944-1945) e de Artilharia Pesada n.º 1 de Sacavém (1946), de Chefe da Secção Técnica de Defesa Marítima de Lisboa (1946) e de Chefe da 1.ª Repartição da Administração Geral do Exército, sendo a partir de 1952 e até à sua reforma em 1964 o Presidente do Conselho de Administração da CIDLA, empresa criada pela Sacor em 6 de outubro de 1939 e que até 1960 detinha o monopólio da venda de gás butano em Portugal.

No seu percurso político, Santos Pedroso foi Vogal da Comissão Distrital de Lisboa da União Nacional (1934) e participou na organização da 1ª campanha eleitoral do Estado Novo para a Assembleia Nacional, vindo a ser deputado nas Legislaturas I e II, para além de ser Diretor de Instrução do Batalhão n.º 5 da Legião Portuguesa bem como dos serviços de camaradagem da Mocidade Portuguesa e ainda, Presidente da Comissão Administrativa da Junta Geral do Distrito de Lisboa. 

António Rodrigues dos Santos Pedroso foi agraciado com a britânica Military Cross (1918) e condecorado com  os graus de Comendador (1938) e de Grande-Oficial (1950) da Ordem Militar de Avis.

Freguesia de Benfica (Planta: Sérgio Dias)

Freguesia de Benfica
(Planta: Sérgio Dias)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s