O Beco da Bolacha e a Rua do industrial Eduardo Costa

Argus, julho de 1907

Argus, julho de 1907

O Beco da Bolacha na Freguesia da Estrela e a Rua Eduardo Costa na Freguesia da Penha de França partilham em comum a memória da industrialização da zona da Pampulha, na área das bolachas e biscoitos.

O Beco da Bolacha abre-se frente ao nº 5 da Rua Ribeiro Sanches, na freguesia da Estrela, e terá sido nesta Rua que houve uma fábrica de bolachas que deu nome ao Beco. Segundo Pastor de Macedo, de acordo com o seu Ficheiro Toponímico (propriedade do Gabinete de Estudos Olisiponenses), terá sido a fábrica de José Maria de Moira, transcrevendo o olisipógrafo o seguinte anúncio publicado na Gazeta de Lisboa de 22 de dezembro de 1817 : «Participa-se ao público que a antiga Fabrica de bolacha e biscoito, do fallecido José Maria de Moira, sita na rua nova de S. Francisco de Paula nº1 [ desde 1913 é a Rua Ribeiro Sanches], continua a trabalhar de Janeiro de 1818 em diante por conta de Francisco de Paula de Moira e Companhia; e estes esperão que os Senhores Proprietários de Navios e mais Pessoas que costumavão prover-se deste mantimento, na antiga Fabrica, lhes continuem a dar listas do que precisarem, na certeza que serão bem serviços, tanto na promptidão como na boa qualidade.» 

E é posterior a 1818 a referência escrita que encontramos ao Beco da Bolacha, inscrita na planta n.º 48 do Atlas da carta topográfica de Lisboa de Filipe Folque, de setembro de 1856.

Freguesia da Estrela (Planta: Sérgio Dias)

Beco da Bolacha – Freguesia da Estrela
(Planta: Sérgio Dias)

Eduardo Costa, morador e industrial do Bairro da Pampulha, dá nome a uma Rua lisboeta na Freguesia da Penha de França – a  Rua nº 4 do Vale Escuro – desde  a publicação do Edital de 23 de março de 1954 e foi quem em 1875 criou a Fábrica de Bolachas e Biscoitos da Pampulha. Talvez se chame Eduardo António Costa porque em 18 de novembro de 1872 foi esse o nome de quem pediu à Câmara uma vistoria a um telheiro na Travessa dos Brunos à Pampulha, artéria onde ficava o último piso da fábrica e a morada de Eduardo Costa.

Segundo a publicidade da própria empresa, a Fábrica da Pampulha foi fundada em 1875 por Eduardo Costa, mas já estaria lá o seu embrião em 1872, de acordo com uma reportagem do semanário Branco e Negro desse ano. Em Lisboa, terá sido uma das principais mas foi mesmo a primeira a fabricar em Portugal bolacha de alto relevo.  A Fábrica da Pampulha situava-se na Cruz da Rocha, entre a Travessa dos Brunos (na Pampulha) e a Rua 24 de Julho (hoje, Avenida 24 de Julho). Estava instalada num edifício próprio de 5 pisos, num terreno inclinado, pelo que a matéria prima entrava pelo piso térreo na 24 de Julho e no 5º piso acondicionavam-se as bolachas em caixas que saíam pela Travessa dos Brunos. No topo estava a casa de morada de Eduardo Costa, «uma vivenda deliciosa» como classificava a reportagem de Branco e Negro de 30 de janeiro de 1898  que também relata que na Fábrica da Pampulha trabalhavam 21 mulheres e 31 homens. Em 10 de março de 1902 O Ocidente noticiava que lá trabalhavam 60 pessoas de ambos os sexos, que diariamente produziam 600 quilos de bolacha, sendo exportadas por mês, para África, Brasil e Índia, cerca de 30 mil quilos. Chegaram a ser produzidas cerca de 400 variedades de bolachas e biscoitos, sendo a Maria a especialidade da casa.

A Fábrica da Pampulha tinha ainda em Lisboa um depósito na Rua dos Retroseiros 32/34 (é a que hoje conhecemos como Rua da Conceição) e uma filial no Porto, na Rua D. Pedro, 143-145. Conseguiu ainda vários prémios como na Exposição Industrial de Filadélfia (1876) e na de Paris (1878), para além de uma medalha de mérito da Associação Promotora da Indústria Fabril de Viena de Áustria, bem como no nosso país foi premiada na Exposição Agrícola de Lisboa (1884) e  recebeu a medalha de ouro da Exposição Industrial Portuguesa (1888).

Eduardo Costa era amigo de Alfredo Keil pelo que não se estranhará que a Fábrica de Bolacha e Biscoito da Pampulha tenha feito de oferta aos seus clientes, em março de 1890, de um retrato de Serpa Pinto e de um rótulo de A Portuguesa, além de ter criado as bolachas Serpa Pinto e A Portuguesa. A produção também exaltou valores da cultura nacional como as Bolachas de Santo António, do Ator Taborda (1898), as Garrett  (1902) ou uma bolacha comemorativa da ópera Dona Branca (composta por Alfredo Keil sobre o poema narrativo de Garrett), para além das caixas dedicadas a Gomes Freire de Andrade ou a Bocage (1905 ?). Curiosamente, os seus produtos também veicularam valores republicanos através dos Biscoitos Republicanos, das Bolachas 5 de Outubro (1911) e  das Bolachas Bernardino Machado.

A Fábrica da Pampulha também foi pioneira em ofertas aos clientes para divulgação da marca, como uma bolacha em porcelana, os calendários anuais, como temas como a Partida de Vasco da Gama para a Índia, D. Filipa de Vilhena armando os filhos para a guerra, a Entrada das tropas liberais em Lisboa no ano de 1833 (1903) com retrato de Eduardo Costa e o mês de Março dedicado a Bernardino Machado cuja aniversário era a dia 28, ou ainda O Marquês de Pombal promovendo a reedificação de Lisboa (1906).

Eduardo Costa terá falecido antes de 1911, já que o brinde desse ano mencionava «Fábrica da Pampulha/Eduardo Costa Sucessores» e era um cartaz alusivo à implantação da República, com um civil armado montando guarda sobre destroços e símbolos quebrados da Monarquia e uma fotografia da Praça dos Restauradores.

Freguesia da Penha de França (Planta: Sérgio Dias)

Rua Eduardo Costa – Freguesia da Penha de França
(Planta: Sérgio Dias)

Anúncios

2 thoughts on “O Beco da Bolacha e a Rua do industrial Eduardo Costa

  1. Pingback: Os Becos ou Vielas de Lisboa | Toponímia de Lisboa

  2. Pingback: A Rua de Lacerda e Almeida das fronteiras do Brasil e primeiras longitudes de África | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s