Da Toponímia individual à criação de paisagens imaginárias

autocolante

Da Toponímia individual à criação de paisagens imaginárias

Contextualização cronológica e espacial das toponímias ligadas ao estrangeiro, ausentes de materialização dos locais evocados.

A comunicação pretende explorar este paradoxo da desconexão entre evocações geográficas e individuais na toponímia e a recriação de uma paisagem específica ligada direta ou indiretamente às referências toponímicas. Usando como casos de estudo a Rua Júlio de Andrade e o projeto do Bairro Europa, pela sua singularidade.

Mário Nascimento
img_20161028_101826

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s