O Cinearte e o Largo dos Santos Mártires Veríssimo, Máxima e Júlia

O Cinearte no Largo de Santos em 1960 (Foto: Arnaldo Madureira, Arquivo Municipal de Lisboa)

O Cinearte no Largo de Santos em 1960
(Foto: Arnaldo Madureira, Arquivo Municipal de Lisboa)

O Cinearte foi inaugurado em 1940 na via pública que na época se denominava Rua Vasco da Gama e hoje conhecemos por Largo de Santos, topónimo evocativo dos Santos Mártires Veríssimo, Máxima e Júlia.

O Cinearte foi  encomendado pela Sociedade Administradora de Cinemas, Lda. ao Arqº. Rodrigues Lima (1909-1980) que planificou um volume modernista coberto por terraço, contrastante com a traça urbana envolvente e que está classificado como Imóvel de Interesse Público (Decreto n.º 2/96, DR, 1.ª série-B, n.º 56 de 06/03/ 1996). Começou a ser construído em 1938 na então Rua Vasco da Gama e abriu ao público em 14 de março de 1940, encerrando como cinema  em dezembro de 1981. A partir de 1989 o nº2-A do Largo de Santos passou a ser a casa da companhia de teatro A Barraca.

Só 7 anos após a abertura de portas do Cinearte é que  nasceu o Largo de Santos, formado pelo troço da Rua Vasco da Gama que tinha os prédios com os nºs 68 a 172 e pela Rua Vitorino Damásio, através do Edital municipal de 17 de junho de 1947. O topónimo ligava-se à então Calçada de Santos (desde 30 de dezembro de 1974 é a Calçada Ribeiro dos Santos) e à Paroquial de Santos-ao-Velho, junto ao antigo Mosteiro de Santos-o-Velho (e Embaixada de França no ano seguinte), nome que se relaciona com os três irmãos Santos Mártires Veríssimo, Máxima e Júlia, mortos em 303 ou 304 nesta cidade de Lisboa, a mando do imperador romano Diocleciano por confirmaram a sua fé cristã e cujos corpos terão dado à praia de Santos, segundo a tradição.

A Rua Vasco da Gama em 1901 (Foto: Machado & Souza; Arquivo Municipal de Lisboa)

A Rua Vasco da Gama em 1901 (Foto: Machado & Souza, Arquivo Municipal de Lisboa)

Talvez tenha existido um  templo tardoromano do século IV provavelmente, dedicado aos santos mártires Veríssimo, Máxima e Júlia, e sobre ele (ou não) foi edificada uma igreja em 1147 por determinação de D. Afonso Henriques, já que a devoção lisboeta a estes Santos Mártires seria já enraizada. A igreja e o Mosteiro de Santos-o-Velho foram doados pelo filho do 1º rei português, D. Sancho I , em 1194, aos freires da Ordem de Santiago, mas que em 1290, por força da partida dos cavaleiros para o sul do país para fazerem a Reconquista, estava sobretudo ocupados pelas mulheres, filhas e viúvas daqueles monges-cavaleiros, convertendo-se no Mosteiro das Comendadeiras da Ordem de Santiago, que acabou por ser transferido para Coimbra e regressar a Lisboa em 1490, mas desta feita para a zona de Xabregas (Calçada da Cruz da Pedra) que ficou conhecido como Santos-o-Novo.

Já em Santos-o-Velho, o espaço foi arrendado a Fernão Lourenço, banqueiro e armador. Em 1497, por acordo entre as partes passou a ser um Paço Real e foi sendo ora morada de reis ora morada dos nobres Lancastre que o conseguiram comprar às Comendadeiras em 1629. Já a Igreja Paroquial de Santos-o-Velho teve intervenções em 1696 do arqº João Antunes  e obras de restauro em 1861 e 1876. Em 1870, o Palácio foi arrendado ao Ministro de França em Lisboa, o Conde Armand, que aí instalou a legação francesa e em 1909 o governo francês comprou mesmo o edifício, no qual instalou em parte, em 1937, o Institut Français e a partir de 1948, a Embaixada de França.

Largo de Santos -Freguesia da Estrela (Planta: Sérgio Dias)

Largo de Santos -Freguesia da Estrela
(Planta: Sérgio Dias)

One thought on “O Cinearte e o Largo dos Santos Mártires Veríssimo, Máxima e Júlia

  1. Frequentei muitas vezes há uns 60 anos, acompanhado minha mãe que gostava de ver daqueles filmes que até faziam chorar as pedras da calçada, Um dos filmes foi o Gigante, mãe preta e salvo erro “A noiva”. Saudades .

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s