Manutenção da Rua Direita de Marvila em 1916

Freguesia de Marvila (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia de Marvila
(Foto: Sérgio Dias)

A edilidade lisboeta por deliberação camarária de 17 de agosto de 1916, publicou um edital em 21 de agosto para dar a saber que mantinha como topónimo a Rua Direita de Marvila, entre a Rua Zófimo Pedroso e a Rua Pereira Henriques, no que constituía a oficialização de uma denominação antiga.

Esta situação decorreu de uma proposta do vereador Magalhães Peixoto redigida nos seguintes termos: «Tendo a Camara deliberado, em suas sessões de 18 de Maio e 1 de Junho de 1889, alterar os nomes de diversas ruas e entre elas, a Rua Direita de Marvila, que passou a designar se Rua de Marvila e mantendo esta, ainda hoje, aquela nomenclatura, conforme o letreiro ali existente, proponho que a rua compreendida entre as ruas Zofimo Pedroso e Pereira Henriques, passe a denominar-se Rua Direita de Marvila, ficando, nesta parte, revogada a deliberação acima citada.

Rua Direita era uma designação comum usada para a rua principal de um lugar. E antes de Lisboa se expandir como cidade para os lugares vizinhos já lá existiam as antigas Ruas Direitas, de que hoje ainda sobrevivem quatro – a Rua Direita da Ameixoeira, a Rua Direita ao Lumiar, a Rua Direita de Palma e a Rua Direita de Marvila – todas na coroa periférica da cidade o que deve ser a razão para ter sobrevivido até aos nossos dias. Na zona mais central de Lisboa as Ruas Direitas ficaram sem esse qualificativo ainda no séc. XIX, como a Rua Direita da Boavista, a Rua Direita de São Lázaro, a Rua Direita do Loreto, a Rua Direita do Salitre, a Rua Direita de São Paulo, a Rua Direita da Junqueira, a Rua Direita de São Sebastião da Pedreira, a Rua Direita da Esperança, a Rua Direita do Arsenal ou a Rua Direita das Escolas Gerais.

A Rua Direita de Marvila, então parte integrante da Freguesia do Beato António, já aparece como tal num documento municipal de 2 de novembro de 1891, um termo assinado por Joaquim dos Santos Junior, obrigando-se a não exigir maior indemnização do que o valor de 500 réis o m2, quando a Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Lisboa resolver expropriar um seu terreno sito na rua Direita de Marvila, para alargamento da mesma.

Freguesia de Marvila (Planta: Sérgio Dias)

Freguesia de Marvila
(Planta: Sérgio Dias)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s