A Rua da Senhora Aparecida que ficou Nossa Senhora da Ajuda no Caramão

Freguesia da Ajuda (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia da Ajuda
(Foto: Sérgio Dias)

A Rua de Nossa Senhora da Ajuda é um topónimo de 1989, no Bairro do Caramão da Ajuda, que radica numa tradição do séc. XVI: a imagem da Virgem aparecida numa gruta.

Segundo a lenda, dois guardadores de cabras quinhentistas entraram numa gruta natural, na vertente que dá para serra de Monsanto e aí descobriram uma imagem da Virgem. Como o passar do tempo como todos os que a ela recorriam recebiam auxílio passou a ser conhecida como Senhora da Ajuda e pouco depois, dois frades ergueram uma ermida que ficou pronta em 1550 e em 1587 já estava constituída uma Irmandade.

As primeiras romarias tinham a invocação de Senhora Aparecida mas foi alterada para Senhora da Ajuda e construída uma ermida maior, com capacidade para 300 fiéis, que passou a ser a sede da paróquia, no Largo da Ajuda fazendo esquina com a Travessa da Ajuda, com fachada principal para o Paço Real, de que ainda sobrevive o campanário, salvo da demolição de Costa Cabral de 1843, que é conhecido como Torre do Galo por mor da figura do cata-vento que passou a ser o ex-líbris da freguesia.

A freguesia da Ajuda foi criada em 1742 mas após a extinção das ordens religiosas em 1834, o Convento da Boa Hora tornou-se a paroquial de Nossa Senhora da Ajuda.

A Rua de Nossa Senhora da Ajuda, entre a Rua das Chaminés D’ El-Rei e a Estrada de Pedro Teixeira, nasceu do Edital municipal de 18/12/1989, na Rua 10 do Bairro do Caramão da Ajuda, um Bairro Social de iniciativa municipal, construído entre 1947 e 1949,  da autoria dos arquitectos Luís Benavente e Costa Martins. A pedido da Comissão Municipal de Toponímia, o  Gabinete de Estudos Olisiponenses apresentou um estudo de recuperação da toponímia antiga da zona ocidental de Lisboa, para ser usado nos arruamentos dos bairros do Caramão da Ajuda, da G.N.R., e da Serafina que ainda mantinham a toponímia numérica e teve aplicação prática no  Bairro do Caramão da Ajuda através do Edital de 18 de dezembro de 1989, sendo os restantes topónimos a Rua dos Archeiros, a Rua das Chaminés d’El-Rei, a Rua Horta e Silva, a Rua José Maria Preto, a Rua José Pinto Bastos, a Rua Pedro Augusto Franco, a Rua da Preta Constança, a Rua Rainha do Congo, a Rua Rainha das Ilhas das Cobras e a Rua dos Vaga-Lumes.

Freguesia da Ajuda (Planta: Sérgio Dias)

Freguesia da Ajuda
(Planta: Sérgio Dias)

Anúncios

One thought on “A Rua da Senhora Aparecida que ficou Nossa Senhora da Ajuda no Caramão

  1. Pingback: O boticário, o barbeiro e o vendedor de pastéis de Belém na toponímia da Ajuda | Toponímia de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s