Toponomenclatura

Dedicamos este mês de junho à Toponomenclatura, para expor as diferentes terminologias que usamos para diversas as artérias onde são colocados os topónimos lisboetas.

Este tema congrega as sugestões de vários leitores. Foram eles,  António Costa Santos, José Valente, Mário Marzagão e Pedro Guerra, que nos sugeriram que abordássemos as designações tipológicas, como as Avenidas, as Azinhagas, os Cais e os Boqueirões, os Largos e as Praças.

O  título Toponomenclatura, trouxemos de empréstimo  da comunicação «Toponomenclatura – Elementos para uma Outra Geografia de Lisboa» que a Drª Salete Salvado, membro da Comissão Municipal de Toponímia de Lisboa em representação do Grupo Amigos de Lisboa, nas 8ªs Jornadas de Toponímia de Lisboa, em 2016.

Assim, vamos calcorrear Lisboa pelos seus Rossios, Largos, Praças e Pracetas; Avenidas e Alamedas; Arcos; Azinhagas; Cais, Boqueirões e Regueirões; Altos e Cabeços; Calçadas e Calçadinhas; Escadas, Escadinhas e Escadarias; Campos e Campus; Becos e Travessas; Estradas, Circulares e Rotundas; Caminhos, Casais, Sítios, Terreiros e Tapadas; Esplanadas, Estacadas e Passeios; Miradouros e Outeirinhos; Jardins e Parques; Pátios; Rampas; Ruas e A toponímia das ruas que o não o são, como a Costa do Castelo ou as Cruzes da Sé.

Existe ainda a designação de Autoparque que já aqui referimos em 2013.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s