O Beco dos Birbantes do Convento da Encarnação

Freguesia de Arroios
(Foto: Sérgio Dias| NT do DPC)

O Beco dos Birbantes abre-se no Beco de São Luís da Pena e é uma artéria sem saída da freguesia de Arroios.

Este arruamento já aparece referido descrições paroquiais anteriores ao Terramoto de 1755,  na freguesia de Nossa Senhora da Pena, como rua dos Bribantes.  Após a catástrofe o topónimo subsiste mas referenciado como traveça dos Birbantes. Francisco Santana na sua comunicação às 3ªs Jornadas de Toponímia de Lisboa (1998), intitulada «Marginalidade nas Ruas de Lisboa», defendeu que «O Beco dos Birbantes ainda aí está perpetuando a memória de indivíduos de duvidoso comportamento.»

Naõ obstante, a origem rigorosa deste topónimo é desconhecida e os estudiosos aceitam como melhor hipótese de explicação  que os Birbantes se refiram à população indigente que se aglomerava mas proximidades do Convento de Nossa Senhora da Encarnação – situado no Beco de São Luís da Pena e no Largo do Convento da Encarnação – para obter esmola. Este convento foi erguido no séc. XVII, no reinado de Filipe II.

Freguesia de Arroios
(Planta: Sérgio Dias| NT do DPC)