A Travessa do Convento de Jesus aberta no século XVII

Freguesia da Misericórdia (Foto: NT do DPC)

Esta Travessa do Convento de Jesus, que hoje vemos a ligar o Largo do Dr. António de Sousa Macedo ao Largo de Jesus, foi aberta no século XVII e teve topónimo oficializado pelo Edital municipal de 17 de outubro de 1924 que regista «que se conserve egualmente a designação travessa do Convento de Jesus que lhe foi dada pelo publico»,  fazendo este topónimo , tal como o Largo de Jesus, referência à proximidade ao Convento de Jesus ali erguido no século XVII.

Esta artéria foi aberta em 1678 e o topónimo foi dado pela população local por ir direitinha à fachada do Convento da Ordem Terceira de Jesus. Tal como a Travessa da Arrochela, surgem nas informações e plantas delineadas pelos serviços municipais a partir de maio de 1889, para servir o Liceu Passos Manuel que ali ia ser construído, sendo mencionadas como «uma delas com início no largo de São Bento até à calçada do Combro» ou «entre o largo das Cortes e a calçada do Combro»  e  uma outra « com início na calçada do Combro até à rua do Arco de Jesus [ em 1844 é referida como Rua do Arco do Marquês por desembocar na Rua Formosa do Palacete Pombal e desde 1924 é a Rua da Academia das Ciências]». Em 1856, Filipe Folque menciona-a no seu Atlas como Rua do Convento de Jesus e em 1883, Francisco Goullard no seu levantamento topográfico, já designa este arruamento como Travessa do Convento de Jesus.

Antes, de acordo com o olisipógrafo Norberto de Araújo « (…) Este sítio era de cardos, inculto por consequência, – ‘cardais’ lhe chamavam – e a tal ermida, assistida de um ermitão, encostava-se a uma casa de um tal Luiz Rodrigues e de seu irmão, que fizeram aos religiosos da Ordem Terceira de S. Francisco doação de sua propriedade logo que aermida foi entregue ao franciscano, em 1582. Principiou a ação dos religiosos num pequeno hospício (1595) mas em 1615 construiu-se o grande templo do Convento que sucedera ao modesto hospício, sendo inaugurado em 1632» o Convento de Nossa Senhora de Jesus, da Ordem Terceira de São Francisco.

Sofreu remodelações após o terramoto, de 1757 a 1795, com risco do arquiteto Joaquim de Oliveira e o acrescento de uma nova casa: a Livraria. Após a extinção do Convento em 1834, o Hospital de Jesus manteve as suas funções ligadas à saúde, a igreja do antigo convento passa a servir de igreja paroquial das Mercês e a zona conventual  passou a pertencer à Academia das Ciências de Lisboa, onde também foram instalados o Curso Superior de Letras e os Serviços Geológicos.

Freguesia da Misericórdia
(Planta: Sérgio Dias| NT do DPC)

Refira-se ainda que foi em terrenos da antiga cerca do Convento de Jesus que em 1906 se começou a construir o Liceu Passos Manuel que foi inaugurado no ano letivo de 1911/12, tendo sido a Travessa do Convento de Jesus alinhada em julho de 1911.

E em dezembro de 2010 foi atribuída a classificação de Conjunto de Interesse Público ao Convento de Nossa Senhora de Jesus, Igreja de Nossa Senhora de Jesus, Academia das Ciências, Museu Geológico, Capela da Ordem Terceira de Nossa Senhora de Jesus e Hospital de Jesus.