As reviravoltas da Rua da Paz na Ajuda

Freguesia da Ajuda – Placa Tipo II
(Foto: Sérgio Dias| NT do DPC)

O Edital municipal de 11 de Novembro de 1918, mandado publicar pelo Presidente da Comissão Administrativa da CML, Adães Bermudes, fez nascer na Ajuda a Rua da Paz , feita com «a parte da Rua Brotero que confina ao Sul com a Rua das Mercês e ao Norte com o Largo da Paz», retirando deste último topónimo a sua designação, conforme a deliberação camarária de 14 de outubro de 1918. É esta artéria que nos dias de hoje liga da Rua das Mercês à Travessa de Paulo Martins.

Contudo, o topónimo Rua da Paz, na Ajuda, sofreu diversas reviravoltas. Sabe-se que por volta de 1762-1763, a freguesia da Ajuda deixou de ser considerada suburbana e estava incluída nos limites da cidade de Lisboa com 5 principais arruamentos: Calçada que vai de Alcântara para a Ajuda, Travessa da Estopa, Calçada de Nossa Senhora da Ajuda, Rua das Mercês e a Rua da Paz. Mas depois, por Decreto do Ministério do Reino, de 11 de setembro de 1852, o concelho de Lisboa foi subdivido em três: Lisboa, Olivais e Belém, sendo este último constituído pelas freguesias de Ajuda, Benfica, Carnide, Belém, Odivelas, Alcântara extra-muros, Santa Isabel extra-muros e São Sebastião da Pedreira extra muros. Extinto o Concelho de Belém em 1885, a edilidade alfacinha recebeu os seus arruamentos e por isso, passados 4 anos, por Edital municipal de 6 de junho de 1889, a Rua da Paz passou a denominar-se Rua da Paz à Ajuda, uma vez que na cidade de Lisboa já existia uma Rua da Paz, junto à Rua dos Poiais de São Bento, que de acordo com Norberto de Araújo já existia em 1602, antes do que teria sido denominada Rua da Peixeira.

Já no séc. XX, o Edital de 26 de setembro de 1916 pegou no  troço da Rua da Paz à Ajuda com começo na Travessa da Memória e término na Rua do Jardim Botânico e juntou ao troço da Rua do Laranjal com começo no Largo da Paz e término na Rua do Jardim Botânico para fazer a Rua Brotero, que por sua vez doou parte para dois anos depois se fazer a Rua da Paz na freguesia da Ajuda.

A Rua da Paz dos nossos dias – Freguesia da Ajuda
(Planta: Sérgio Dias| NT do DPC)