A Avenida lisboeta do primo do poeta Bocage

Freguesia das Avenidas Novas

Freguesia das Avenidas Novas (Foto: Artur Matos)

José Vicente Barbosa du Bocage que este ano faria 190 anos, foi um político, zoológo e primo do poeta Bocage, que desde  1902 dá nome a uma rua de Lisboa que em 1925 foi elevada a Avenida.

Nas Avenidas Novas nasceu a Rua Barbosa du Bocage, por deliberação camarária de 04/12/1902 e consequente Edital de 11/12/1902, na via pública entre as Avenidas Marquês de Tomar e Pinto Coelho. Passados quase 23 anos, o  Edital de 08/06/1925 mudou a classificação da artéria para Avenida.

José Vicente Barbosa du Bocage (Funchal/02.05.1823 – 03.11.1907/Lisboa) foi um curador do Museu de História Natural de Lisboa que também produziu uma extensa obra sobre mamíferos, aves e peixes e, em sua honra, a secção de zoologia do Museu Nacional de Lisboa foi nomeada como “Museu José Vicente Barbosa du Bocage”, em 1905.

Em 1846, Barbosa du Bocage ficou  bacharel em Medicina pela Universidade de Coimbra e nesse mesmo ano alistou-se no Batalhão Académico que combateu contra o governo de Costa Cabral. Terminada a Guerra Civil da Patuleia, instalou-se em Lisboa como clínico e trabalhou também no Hospital de São José mas preferiu dedicar-se aos estudos de Zoologia, conseguindo a partir de 1849 ser lente de Zoologia na Escola Politécnica e, dois anos depois também director do Museu de Zoologia da Escola Politécnica, a cuja reorganização se dedicou para além de ter publicado 177 trabalhos e descrito cerca de 100 espécies novas ao longo de 40 anos. Jubilado em 1880, conservou a direcção do Museu, interrompendo-a apenas nos períodos em que desempenhou funções no governo.

José Barbosa du Bocage foi ainda professor de Zootecnia no Instituto Agrícola de Lisboa em 1853, para além de membro titular da Academia Real das Ciências de Lisboa, da qual foi eleito Vice-Presidente em 1875. Os seus estudos sobre a fauna colonial conduziram-no a ser um dos fundadores, em 1875, da Sociedade de Geografia de Lisboa, da qual foi presidente desde 1877 a 1883.

Freguesia das Avenidas Novas

Placa Tipo II (Foto: Artur Matos)

Mas a Avenida Barbosa du Bocage fixa também o político do Partido Regenerador que José Vicente Barbosa du Bocage foi.  Em 1879 foi eleito deputado por Montemor-o-Novo em  e pertenceu às comissões de Instrução Pública, da Saúde, dos Negócios Estrangeiros e do Ultramar e, na década seguinte foi Par do Reino por carta régia de 29 de Dezembro de 1881, bem como Ministro da Marinha e do Ultramar no governo de Fontes Pereira de Melo e, Ministro dos Negócios Estrangeiros, a partir de 24 de Outubro de 1883, responsável pela criação da Comissão de Cartografia, pelo  Tratado Luso-Britânico de 1884 sobre o domínio português no Zaire e a conferência internacional de Berlim para estabelecer o princípio da ocupação efectiva dos territórios coloniais (1884-1885), para além de  Conselheiro de Estado a partir de 1892.

O poeta Manuel Maria Barbosa du Bocage (1765-1805) faleceu 18 anos antes do nascimento de José Vicente Barbosa du Bocage de quem era primo em segundo grau por ambos serem descendentes do francês Gil Hedois du Bocage, que chegou a Lisboa em 1704 na esquadra francesa que apoiou Portugal na guerra contra a Espanha.

Freguesia das Avenidas Novas

Freguesia das Avenidas Novas

Anúncios