A Rua da primeira pediatra portuguesa, Drª Sara Benoliel

Freguesia do Parque das Nações (Foto: Sérgio Dias)

Freguesia do Parque das Nações
(Foto: Sérgio Dias)

A primeira pediatra portuguesa, Sara Benoliel,  ficou perpetuada no Impasse 5 à Estrada de Moscavide, hoje na Freguesia do Parque das Nações, três meses após o seu falecimento através do Edital municipal de 26 de março de 1971, por despacho do Presidente da edilidade, então o Engº Santos e Castro, como Rua Drª Sara Benoliel, para homenagear a médica que numa época de grande mortalidade infantil se preocupou com a puericultura, esforçando-se por educar as mães e sensibilizar a sociedade geral para os cuidados a ter com uma criança, não a considerando um adulto em miniatura como era habitual na época.

dra-saraSara Barchilon Benoliel (Brasil-Manaus/1898 – 20.12.1970/Lisboa), filha de pais originários de Marrocos e formada na Faculdade de Medicina de Lisboa em 1925, doutorou-se com uma tese sobre a meningite tuberculosa (1926) e naturalizou-se portuguesa em 1928. Especializou-se em Pediatria e construiu uma carreira multifacetada no decorrer da qual criou uma creche no Hospital D. Estefânia (1924), organizou o Dispensário do Tribunal de Infância (1930) com cursos de puericultura gratuitos para mães e raparigas, criou o Auxílio Maternal do Pessoal Feminino – ou masculino com filhos a cargo – dos Hospitais Civis (1931), primeiro na Rua Senhora do Monte e depois, no Hospital dos Capuchos. Exerceu pediatria no Hospital D. Estefânia como assistente do Prof. Salazar de Sousa (1927-1935) – que introduziu em Portugal a especialidade de Pediatria -, bem como na consulta de latentes da Faculdade de Medicina de Lisboa (a partir de 1935), no Jardim Escola de João de Deus e na Beneficência de S. Mamede, no Dispensário Popular de Alcântara (1938-1942) e no Centro de Assistência Social à Infância (1943-1951), no Instituto Maternal (1951-1953) e como pediatra das Caixas de Previdência (a partir do final da década de cinquenta).

Dos seus trabalhos publicados destacam-se  Algumas Notas sobre a Assistência Maternal e Infantil no Estrangeiro (1927), Os Preconceitos em Puericultura e a Maneira de Combatê-los (1935)Subsídios para a História da Pediatria em Portugal (1938).

Sara Benoliel foi também uma das primeiras mulheres do seu tempo a conduzir um automóvel, o que causou algum escândalo, para além de ter sido ativista do Hehaber, Associação da Juventude Israelita criada em 1925 por jovens israelitas de Lisboa, com sede na Rua Alexandre Herculano, que teve um papel relevante durante a II Guerra Mundial, a apoiar refugiados de Hitler que procuraram asilo em Portugal e também integrou o Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas.

Para além de Lisboa, Sara Benoliel dá nome a artérias de Fernão Ferro e Rio de Mouro.

Freguesia do Parque das Nações (Planta: Sérgio Dias)

Freguesia do Parque das Nações
(Planta: Sérgio Dias)

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s