A Alameda da Universidade

A Alameda da Universidade nascida por Edital de 31 de março de 1970 na Alameda principal da Cidade Universitária, entre o Campo Grande e o edifício da Reitoria, espelha na toponímia  de Lisboa a criação do campus da Universidade ou Cidade Universitária desta cidade, que ocorrera na década anterior e terminara com a construção da emblemática Reitoria.

A toponímia circundante procurou também guardar a memória de professores universitários e investigadores. Na década de 60 do séc. XX, em que se erguia o campus da Universidade de Lisboa foram atribuídas a Avenida Professor Egas Moniz (avenida A da Cidade Universitária), a Avenida Professor Gama Pinto ( avenida F da Cidade Universitária) e a  Avenida Professor Aníbal de Bettencourt (avenida J da Cidade Universitária).  A partir de 2001, foram acrescentadas a Rua Prof. António Flores (arruamento que liga a Avenida Professor Aníbal de Bettencourt à Alameda da Universidade), a Rua Profª Teresa Ambrósio (rua Interior da Alameda da Universidade entre a Faculdade de Farmácia e a Faculdade de Medicina Dentária), a Rua Branca Edmée Marques (rua Interior da Alameda da Universidade entre a Avenida Professor Aníbal de Bettencourt e a Avenida Professor Gama Pinto), a Rua António Aniceto Monteiro (rua Interior da Alameda da Universidade entre a Rua Prof. António Flores e a Rua Interior entre a Faculdade de Medicina Dentária e a Faculdade de Farmácia), a Rua Paul Choffat (rua Interior da Alameda da Universidade com início na rua Interior da Alameda de Universidade entre a Avenida Professor Aníbal de Bettencourt e a Avenida Professor Gama Pinto) e, a Rua Prof. Oliveira Marques (arruamento Transversal à Alameda da Universidade).

Em Lisboa nasceu a primeira Universidade portuguesa, em 1288, que foi transferida para Coimbra em 1537. A partir do final do século XVIII, os estudos superiores foram restabelecidos na capital, através de Cursos, Escolas e Institutos que, em 1911 ( Faculdade de Letras, Faculdade de Medicina, Faculdade de Ciências, Escola de Farmácia) e, em 1930 (Faculdade de Direito), se congregaram na Universidade de Lisboa e na Universidade Técnica de Lisboa. Em 1980, juntou-se a recém criada Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação. Em 2013, operou-se a fusão da Universidade de Lisboa e na Universidade Técnica de Lisboa sob o nome de Universidade de Lisboa (Decreto-Lei n.º 266-E/2012, de 31 de dezembro).

Inaugurado em 1953, o Hospital de Santa Maria integrou também a Faculdade de Medicina e, em 1960 foi estabelecida legalmente a Cidade Universitária – que hoje está limitada pela Faculdade de Ciências e Museu da Cidade, pela Avenida das Forças Armadas, pelo Campo Grande e, pela Avenida dos Combatentes -, para no ano seguinte, abrir o edifício da Reitoria, da autoria de Porfírio Pardal Monteiro, tal como os edifícios monumentais das Faculdades de Letras e de  Direito, com as fachadas decoradas com desenhos de Almada Negreiros. Na Reitoria, o interior da Aula Magna foi desenhado por Daciano Costa e contou ainda com painéis em mosaico de António Lino Pedras, vitrais de Lino António e a guarda da grande escadaria de  José Farinha.

Freguesia de Alvalade (Planta: Sérgio Dias)

Freguesia de Alvalade
(Planta: Sérgio Dias)

Anúncios